Como Ajudar
Especial U2

Melody Prochet celebra 10 anos do álbum “Melody’s Echo Chamber”

Redação 89

Melody Prochet celebra 10 anos do álbum “Melody’s Echo Chamber” imagem divulgação

A Domino Records tem o prazer de anunciar as celebrações do décimo aniversário de Melody’s Echo Chamber, a reedição do álbum de estreia homônimo da francesa Melody Prochet em 30 de setembro (pré-venda AQUI). Gravado e coproduzido com Kevin Parker, do Tame Impala, em Perth, Austrália, e finalizado no sul da França, o álbum se tornou a pedra angular da nova onda da psicodelia em seu lançamento em 2012.

A reedição será lançada ao lado de Unfold: com sete faixas raras e inéditas, é a primeira vez que o que poderia ter sido o sucessor de Melody’s Echo Chamber está disponível. A bela faixa-título, com uma guitarra elétrica e tons de falsete, é lançada hoje ao lado de um vídeo nostálgico do cinegrafista australiano Matt Sav (Confidence Man, POND).

Prochet comenta: “Para mim, essa música captura a ambivalência emocional de uma encruzilhada, como uma criança encontrando uma concha escondida na areia, mas a criatura do oceano ainda vive lá dentro, acho que é o som de libertar o ser amado.”

Assista ao vídeo de “Unfold” no player abaixo:

Melody’s Echo Chamber é uma aventura hipnótica e às vezes hipnagógica de sentidos, repleta de músicas solares que ainda soam tão vívidas quanto há uma década. Na época, a Pitchfork o chamou de: “…um pop encantador e psicodélico com a quantidade certa de escuridão temática”, enquanto a NME disse que era “sutilmente desorientador” e observou que Prochet havia criado algo que era “tão sombrio quanto é luz.”

Prochet e Parker começaram a trabalhar no que deveria ser o segundo álbum em 2013 em Perth mais uma vez. “O álbum estava cinquenta por cento completo, e então o relacionamento simplesmente não sobreviveu ao processo”, diz Prochet. “E então tentei trabalhar por conta própria por alguns anos, até perceber que estava me machucando fazendo isso.” Em um momento de frustração, Melody apagou algumas das músicas daquelas sessões que agora se foram para sempre, mas nem tudo está perdido. Sete faixas desse período estão disponíveis pela primeira vez em vinil junto com esta edição do décimo aniversário.

“Unfold” é uma mostra de criação em um momento inoportuno, preservado como as ruínas de Pompéia. Os destaques incluem o groove carregado de “Ocean Road”, a efulgente abertura “Pêcheuse de Lune” e o hipnotizante “Norfolk Hotel”.

Tem sido uma década agitada para Melody Prochet e ela fez muito, apesar de algumas tribulações: mãe e criadora de três álbuns muito elogiados pela crítica: Bon Voyage de 2018 e Emotional Eternal do início deste ano são adições a sua obra viva e efervescente. O que escapou é um testemunho do sofrimento da criação e permanece por si só como uma ruína histórica digna de preservação.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS