Redação 89

Viúva de Chris Cornell vai a Detroit investigar morte do cantor

Vicky Cornell, viúva de Chris Cornell, viajou para Detroit pela primeira vez desde a morte do músico, em maio passado, em um esforço para continuar investigando as circunstâncias que o levaram a perder a vida.

Acompanhada de um advogado, Vicky agendou uma reunião com o centro médico que determinou a causa da morte do cantor como suicídio, segundo apurou matéria da CBS.

Vicky Cornell tem questionado as autoridades médicas em relação aos possíveis efeitos do Ativan, um medicamento que Chris utilizava. Ela alega que seu marido não estava deprimido e que sua morte foi provocada pelo efeito do remédio.

O relatório de toxicologia apontou que Chris tinha o equivalente a quatro pílulas de Ativan, bem como várias outros medicamentos, em seu organismo no momento da sua morte. Por conta dessa documentação e de sua percepção, Vicky pede que a morte não seja classificada como um suicídio.

compartilhe
Comente