SUPERBANNER BONÉ RS

Placebo enfrenta problemas técnicos no palco e sugere que críticos vão assistir shows de artistas que fazem playback

Redação 89

Placebo enfrenta problemas técnicos no palco e sugere que críticos vão assistir shows de artistas que fazem playback imagem divulgação

O Placebo emitiu um comunicado direcionado aos seus críticos depois que a banda foi criticada por enfrentar problemas técnicos durante sua recente apresentação em 30 de junho, no festival OpenAir St Gallen, na Suíça, que fizeram com que a banda encurtasse seu setlist.

Como a dupla Brian Molko e Stefan Olsdal começaram a receber severas críticas pela performance, resolveram se manifestar através de suas redes sociais sobre o episódio. “Temos notado uma grande quantidade de discussões, acusações e hostilidades entre nossos fãs em relação ao conturbado show no festival de St Gallen. Também temos recebido muitos insultos”, escreveu Brian, que assina o texto.

Ele esclarece dizendo: “Logo no set, Stefan começou a ter problemas técnicos até que finalmente o sistema de guitarra parou de funcionar completamente. Assim, ele não podia mais tocar nenhuma música que tivesse guitarra. Todos os esforços para remediar o problema por nossa equipe de turnê foram tomados, mas sem sucesso”.

Brian explicou que eles decidiram não sair do palco e, em vez disso, optaram por tocar o que podia com Stefan no baixo com ele explicando ao público o que estava acontecendo. “O Placebo não usa gravações no palco. Tudo é 100% ao vivo. Parece óbvio que isso ainda é insuficiente para certos indivíduos exigentes. Problemas técnicos e sets conturbados são parte integrante da performance ao vivo. E é algo sobre o qual nenhuma banda tem controle”.

O texto prossegue: “Se a ideia desta situação inevitável continuar a enfurecê-lo independentemente disso, sugerimos que você vá assistir a bandas onde a maior parte da música que vem do palco é gravada. Também sugerimos que você tenha uma noção de perspectiva e tente dar uma olhada nessa situação de um ponto de vista que não é seu – se você é capaz. Esta é uma maneira educada de dizer: acorde pra vida”.

Ele concluiu em nome da banda afirmando que não está forçando ninguém a ir aos shows do Placebo: “Isso é uma escolha individual. Por favor, sinta-se livre para exercer essa escolha no futuro e, por favor, pare de insultar nossa base fiel de fãs no mundo virtual”.



COMPARTILHE