Como Ajudar
SUPERBANNER BONÉ RS

Rock in Rio: iniciativas de acessibilidade deixam a experiência da pessoa com deficiência (PCD) ainda mais segura e confortável

Redação 89

Rock in Rio: iniciativas de acessibilidade deixam a experiência da pessoa com deficiência (PCD) ainda mais segura e confortável imagem divulgação

O Rock in Rio, mais uma vez, reitera seu compromisso com a diversidade e inclusão com avanços em suas metas de sustentabilidade ambiental, social e de governança corporativa (ESG) para 2030. Como um dos objetivos, o festival segue com o propósito de continuar sendo amplamente acessível, inclusivo e plural durante os sete dias de festa em setembro na Cidade do Rock e nas próximas edições. Para além de medidas pioneiras já adotadas — sendo essas das mais amplas encontradas no mercado de entretenimento — como soluções para pessoas neurodivergentes, disponibilidade de kit sensorial para pessoas com TEA, espaço de acolhimento sensorial, vans acessíveis, intérprete em libras, plataformas em frente aos palcos, brinquedos adaptados, suporte para cão guia, entre outras, hoje o Rock in Rio dá mais um passo em sua jornada e lança um guia completo em seu site oficial, destinado exclusivamente à acessibilidade. Nesta página os visitantes encontrarão todas as informações detalhadas sobre as ações e procedimentos implementados nas últimas edições — e ampliados para a edição comemorativa dos 40 anos do Rock in Rio — de forma a proporcionar uma experiência ainda mais segura para as pessoas com deficiência (PCDs) na Cidade do Rock.

Desde 2001, imbuído do propósito “Por Um Mundo Melhor”, o Rock in Rio promove a conscientização sobre a importância das pequenas ações diárias para criar um mundo mais positivo. Como uma das ações deste pilar, o festival investe num robusto plano de acessibilidade. O projeto tem como objetivo, não só garantir a acessibilidade no espaço físico das Cidades do Rock com conforto e segurança, mas também proporcionar uma experiência única para a pessoa com qualquer tipo de deficiência, tais como: deficientes físicos, auditivos, visuais e intelectuais, fãs com mobilidade reduzida, além de pessoas idosas, gestantes e obesas.

Os esforços do Rock in Rio têm sido amplamente reconhecidos pelo público ao longo das edições. De acordo com uma pesquisa realizada pelo SENAC/IFEC RJ com os fãs na Cidade do Rock, em 2022, 96% dos participantes concordam que o festival é diverso e representa pessoas com diferentes características. O evento também recebeu uma nota impressionante de 9.1 em 10 pela diversidade cultural apresentada, evidenciando seu compromisso com a representatividade. Além disso, 94% das pessoas afirmam que o festival é acessível para aqueles com algum tipo de deficiência.

Roberta Medina, vice-presidente executiva da Rock World, empresa que criou, organiza e produz o Rock in Rio e o The Town, reforçou a importância dessas iniciativas em alinhar-se com a filosofia do “Por Um Mundo Melhor” no Rock in Rio: “Nossa missão vai além da música. Vemos o Rock in Rio como grande catalisador de mudanças positivas na sociedade, através da visibilidade que damos às nossas próprias escolhas, acreditamos que mostramos que se cada empresa e se cada um de nós estiver atento e comprometido com o bem-estar de todos, faremos deste um mundo melhor. Ao tornar o Rock in Rio um espaço totalmente inclusivo e acessível, estamos construindo um futuro mais justo e igualitário. A acessibilidade é uma pedra fundamental desse processo, assegurando que cada indivíduo tenha a oportunidade de desfrutar plenamente do festival e se sentir verdadeiramente parte da comunidade que criamos, onde todas as pessoas são bem-vindas e representadas. A Cidade do Rock é um lugar plural e diverso, queremos que todos se sintam confortáveis e seguros nela, vivendo uma experiência mágica e única.”, finaliza.

Com um olhar atento aos PCDs já há algumas edições, o Rock in Rio foi o primeiro a ter empréstimo de kit livre, audiodescrição e um setor exclusivo para acessibilidade. Durante o festival, na Cidade do Rock são instalados pisos e mapas táteis em pontos estratégicos. Os palcos Mundo e Sunset possuem plataformas elevadas, enquanto o New Dance Order reserva uma área para garantir segurança e conforto a todos. Intérpretes de língua gestual estão disponíveis nos shows. No espaço “Sinta o som” pessoas surdas podem sentir a vibração da música por meio da proximidade com as caixas de som. Para pessoas em cadeiras de rodas, a Roda Gigante conta com uma cabine acessível, a tirolesa usa uma cadeira escaladora motorizada para facilitar a subida e descida das escadas das torres, a Montanha Russa e o Mega Drop contam com um cinto extra, que também garante a segurança do passageiro com deficiência física, para aproveitar sem riscos. Os banheiros exclusivos para este público são equipados com barras de apoio, rampas e trincos acessíveis. Há a opção de ingressos meia-entrada para PCDs e seus acompanhantes, com entrada prioritária e sinalizada.

Para facilitar a locomoção entre as atrações, há carrinhos de golfe com rampa e espaço para cadeiras de rodas. Restaurantes possuem balcões rebaixados e na Gourmet Square há mesas exclusivas. Também há transportes exclusivos para PCDs e acompanhantes, estacionamento reservado e centro de serviços com reparos em cadeiras de rodas, empréstimo de equipamentos e apoio para cão guia. Duas novidades da edição de 2022, foram as melhorias nas plataformas onde foram instalados pisos personalizados para nivelamento e alteração do serviço de libras para acima do palco, tornando-o mais visível a todos. Vale destacar que todos estes serviços são gratuitos.

Thiago Amaral, coordenador de pluralidade da Rock World, destacou as operações implementadas para garantir uma experiência confortável e segura para pessoas com deficiência: “Nosso compromisso com a acessibilidade vai além das simples adaptações. Estamos constantemente inovando e aprimorando nossas práticas para garantir que a Cidade do Rock seja um espaço verdadeiramente inclusivo. Desde o treinamento da equipe até a implementação de tecnologias assistivas e a criação de áreas específicas, cada detalhe é cuidadosamente planejado para atender às necessidades de todos os nossos públicos. Este é um compromisso que levamos muito a sério e estamos empenhados em superar as expectativas a cada edição.”, comenta Thiago.

Para que este público se organize com calma e tranquilidade para ir e voltar do festival, a nova página no site estará constantemente atualizada com novidades referentes ao tema. No local, também poderá ser encontrado o Plano de Acessibilidade do Rock in Rio: um guia abrangente de acessibilidade no festival, que reúne todas as informações que o fã precisa saber. Por meio deste conteúdo robusto, os fãs encontrarão como funciona o cadastro para utilização dos serviços para PCDs, descrição de todas as iniciativas previstas e todas as informações referentes ao acesso na Cidade do Rock. Somente na última edição, em 2022, foram realizados mais de 1.800 cadastros de pessoas que informaram com as seguintes condições: deficiência física, visual, auditiva, intelectual, comorbidades, mobilidade reduzida temporariamente, além de pessoas idosas, gestantes, lactantes, obesas, entre outras.

Outras informações sobre as iniciativas de acessibilidade do Rock in Rio podem ser acessadas no site oficial do festival.



COMPARTILHE