SUPERBANNER BONÉ RS

Måneskin estreia em Glastonbury e diz que “fama mudou forma de escrever música”

Redação 89

Måneskin estreia em Glastonbury e diz que “fama mudou forma de escrever música” imagem divulgação

Este domingo 25 de junho marca os dois anos que o Måneskin venceu o festival Eurovision 2021 e se tornou o primeiro artista italiano a ter dois singles no top dez da parada britânica. Dois anos depois, a banda rodou o mundo com shows lotados, virou febre no streaming e desfruta do posto de grande representante da nova geração do rock.

Neste fim de semana, para marcar essa data, a banda fez sua estreia no tradicional festival Glastonbury, na Inglaterra, e foi muito bem recebida pelo público, em uma das apresentações mais disputadas do evento, na qual entregou seus maiores sucessos num set de 12 canções.

Falando nos bastidores para a NME, os integrantes do Måneskinn revelaram que ao participar do festival, esperavam conhecer Axl Rose, do Guns N’ Roses, e trocar uma ideia com Lana Del Rey.

Ao citar uma recente colaboração em estúdio com o Bring Me The Horizon, a banda foi questionada se a fama mudou a forma como escreve música. A baixista Victoria De Angelis respondeu: “Provavelmente um pouco, eu diria. Claro que você tem mais pensamentos e opiniões, mas tentamos não pensar nisso quando estamos escrevendo. Se você ficar muito acima de sua cabeça, então você perde a parte natural dela. Claro que deve ter mudado porque evoluímos e estamos crescendo. Ainda somos muito jovens e quando começamos tínhamos apenas 16 anos. Você sempre aprende algo novo com as turnês e os artistas que conhece. Melhora a sua forma de escrever e criar”.

No player abaixo você confere a performance do hit “I Wanna Be Your Slave” no show deste sábado do Måneski em Glastonbury:



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS