SUPERBANNER BONÉ RS

Vocal do The Darkness classifica John Frusciante, do Red Hot Chili Peppers, de superestimado

Redação 89

Vocal do The Darkness classifica John Frusciante, do Red Hot Chili Peppers, de superestimado imagem divulgação

Justin Hawkins, vocalista do The Darkness, vem ganhando visibilidade no YouTube com seu podcast, “Justin Hawkins Rides Again”, por falar algumas groselhas. Em seu mais recente episódio, “How NOT to Write a Song” (como não compor uma canção), Justin criticou fortemente John Frusciante, do Red Hot Chili Peppers, chamando- o de “guitarrista de m*rda”.

As declarações de Hawkins foram compartilhadas com o convidado Pat Finnerty, da série do YouTube “What Makes This Song Stink”, num bate-papo de cerca de duas horas.

“Meu problema com o Red Hot Chili Peppers é que não vejo nada na guitarra de John Frusciante”, disse Hawkins, abordando os comentários negativos que recebe dos fãs do RHCP sempre que fala sobre a banda em seu podcast.

“Sinto que, se pudermos chamar Mark Knopfler [do Dire Straits] de um músico subestimado, eu descreveria John Frusciante como um músico superestimado. Na verdade, já fiz isso, mais de uma vez. E eles [os fãs] querem me matar. Parece que eu não tenho permissão para dar minha opinião”, comentou o cantor.

Questionado se também acha Frusciante um cara superestimando, Finnerty responde que concorda com o ponto de vista de Hawkins. “Não sei porque ele é tão reverenciado”, disse o convidado, que ainda destacou os “míseros solos de guitarra” de Frusciante em “Californication”. Hawkins aproveitou, então, para falar do minimalismo do guitarrista: “Talvez seja como aquela coisa em que você se torna um pintor supertalentoso e começa a fazer algumas brincadeiras ingênuas de criança, e essa é a sua fase. Acho que isso pode ter sido uma das coisas que ele estava explorando, mas isso não impede que seja uma m*rda”.

O vocalista do The Darkness também deixou claro que sua opinião sobre Frusciante não vem de ciúmes do sucesso do guitarrista do RHCP. “É sempre tipo, ‘Você está com ciúmes porque ele vendeu mais discos do que você’. Bem, Mark Knopfler vendeu muito mais, mais, mais discos do que eu, e eu não tenho ciúmes dele. Eu amo a guitarra dele. Então, esse argumento realmente não se sustenta”.

Você pode ver o vídeo completo do papo de Hawkins e Finnerty sobre John Frusciante no player abaixo.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS