SUPERBANNER BONÉ RS

Editoras independentes de música têm participação de 27% no mercado global, diz relatório

Redação 89

Editoras independentes de música têm participação de 27% no mercado global, diz relatório Imagem Unsplash/Geo Chierchia

As editoras de música independentes representaram 27,1% do mercado editorial global em 2021, de acordo com o último relatório do Independent Music Publishers International Forum (IMPF).

Seus cálculos começam com números da Music & Copyright, que estimou que as três principais editoras de propriedade tinham uma participação de mercado de 59,9% naquele ano.

O IMPF define editores “independentes” como aqueles com 5% ou menos do mercado, o que significa que Kobalt (6,8%) e BMG (6,2%) não estão incluídos. Se fossem incluídos, o setor editorial “independente” teria uma cota de mercado de 40,1%, mas mesmo assim 27,1% é maior do que a maior grande empresa, a Sony Music Publishing, que tinha uma cota de 24,9% nesse ano.

A participação de mercado das editoras independentes cresceu de 41,2% em 2017 para 41,4% em 2018, depois 42,3% em 2019. No entanto, caiu para 41,3% em 2020 e agora para 40,1% em 2021. Os números de 2022 ainda não foram revelados.

O IMPF estima que o mercado editorial independente, com a adição da Kobalt e da BMG, estava estimado em € 2,08 bilhões em 2021, acima dos € 1,95 bilhão em 2020, isso é algo na casa dos R$ 11 bilhões.

“O que este relatório mostra é que a publicação de música é uma indústria multibilionária e as editoras de música independentes desempenham um papel central nesta economia”, disse Molly Neuman, CMO da Downtown Music Holdings, que é citada no relatório (via Musically.com).



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS