Saxofonista boêmio é personagem do novo clipe da banda Não Alimente os Animais

Redação 89

Saxofonista boêmio é personagem do novo clipe da banda Não Alimente os Animais imagem divulgação

Dionysius é uma figura peculiar. Ele é um saxofonista de jazz que toca pela noite, mas não se limita a isso: é boêmio, debochado, malandro e um verdadeiro cidadão do mundo. Retratado no clipe de “Dionysius Crivo Apollo 92”, lançado nessa quarta (11), o personagem é interpretado por Pedro Strasser, que já integrou uma das formações mais importantes do blues nacional, a Blues Etílicos. Dirigido por Mateus Frazão, o clipe também traz um outro personagem icônico: o Apollo GLS, símbolo dos carros nacionais da década de 1990. “O Apollo não marcou só uma geração, marcou também a nossa história. Ele era o nosso companheiro e o único meio de transporte da primeira turnê da banda. Nós passamos muitos perrengues com ele e também vivemos muitas histórias malucas”, conta o tecladista Felipe Magon.

Lançado com o selo da produtora King Cong, a música teve composição colaborativa de todos os integrantes da banda. Com influências do rock setentista em seu som, o quinteto de Caxias do Sul garante lançamentos de novos singles ao longo de 2020 e também realiza uma turnê pelo sul do país durante os meses de março e abril, passando pelas cidades de Caxias do Sul, Porto Alegre, São Marcos, Antônio Prado e Capão da Canoa. O primeiro álbum da banda, lançado em 2016, está disponível em todas as plataformas digitais com músicas em inglês, espanhol e português.

SOBRE NÃO ALIMENTE OS ANIMAIS

A Não Alimente os Animais é um quinteto de Caxias do Sul/RS formado por Alexandre Alles (teclados e voz), Felipe Magon (teclados e voz), Lucas Ceconi dos Reis (bateria), Lucas Chini (baixo e voz) e Luis Fernando Alles (guitarras e voz). Com uma sonoridade orgânica e profunda, as músicas não se prendem a apenas um idioma e as suas influências transitam entre o rock e o pop dos anos 60 e 70, funk, soul, blues, jazz, além de ritmos brasileiros e latinos.

Formada em 2014, o grupo defende que é melhor não “alimentar” o lado irracional do ser humano, vindo daí o nome da banda. O primeiro disco, o homônimo Não Alimente os Animais, tem oito faixas gravadas ao vivo com timbres quentes, válvulas estalando e ruídos originais. A fotógrafa Rayza Roveda foi a responsável pela capa, que traz uma atmosfera sombria e inquietante a partir de máscaras de animais, produzidas artesanalmente pela própria artista. O próximo álbum da banda já está em fase de pré-produção e a previsão de lançamento é 2021.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS