Ouça: 89 conversa com Josh Dun, do Twenty One Pilots

Pamela Espindola

Ouça: 89 conversa com Josh Dun, do Twenty One Pilots Imagem divulgação

A 89 conversou com o Josh Dun, baterista do Twenty One Pilots, que é um dos headliners do Lollapalooza Brasil 2019, com promoção da 89 A Rádio Rock.

Os caras lançaram em outubro de 2018 o álbum Trench, e atualmente estão na “The Bandito Tour”. Josh contou como foram os shows na Europa, que segundo ele foi uma turnê incrível: “Ficamos dois meses viajando por vários países. Eu diria que essa foi a nossa melhor passagem pela Europa até agora. Os shows foram ótimos. Encontramos conhecidos e também pessoas novas, o que sempre é legal”, completou Josh.

Em 2016, o  Twenty One Pilots se apresentou no Lollapalooza, inclusive, na ocasião a 89 também conversou com os caras. O baterista comentou como se sente voltando como um dos headliners do festival e relembrou diversos momentos que marcaram sua passagem no Brasil.

“Lembro que as pessoas foram sensacionais, com muita paixão e energia quanto à música no geral, o que achei legal. E não é assim em outros lugares do mundo. Muitos países curtem o nosso som, mas o Brasil tem um sentimento de união e sabem curtir muito música, principalmente quando é ao vivo…” relembrou o músico.

Josh ainda falou sobre o Quiet Game (O Quiet Game é um jogo criado na atual turnê do Twenty One Pilots onde desafiam a plateia a ficar em silêncio o maior tempo que conseguirem e cronometram pra ver qual cidade bate o recorde) e revelou que a banda já está tendo algumas ideias para iniciar a produção  do novo álbum.

Outro ponto alto da entrevista, foi quando o baterista destacou que finalmente conheceu o Dave Grohl. Quem trocou uma ideia com o Josh Dun foi o nosso produtor Wendell Correia. Utilize o player abaixo e ouça a entrevista na íntegra:

Transcrição da entrevista:

89FM: Vocês estão na The Bandito Tour no momento. Como foram os shows na Europa?
Foi uma turnê incrível! Faz pouco tempo que voltamos. Ficamos dois meses viajando por vários países. Eu diria que essa foi a nossa melhor passagem pela Europa até agora. Os shows foram ótimos. Encontramos conhecidos e também pessoas novas, o que sempre é legal. Pra mim é sempre estranho quando você volta para um país e reconhece as pessoas (risos). Quando eu era criança eu achava que o mundo era enorme e nunca achei que um dia fosse conhecer e ficar próximo de pessoas de outros países. Isso é muito bom.
89FM: Vocês já passaram pela América do Sul em 2016, também pra se apresentar no Lollapalooza. Mas agora vocês são um dos headliners do festival. Qual é o seu sentimento em relação a isso?
Eu acho que nem consigo descrever esse sentimento! É uma honra. Nós trabalhamos bastante, fazemos bastante shows, e acho que estamos indo bem. Mas também é estranho porque estamos viajando o mundo pra se apresentar apenas pros nossos fãs, e quando você toca em um festival, é diferente, porque tem pessoas que não estão lá necessariamente pra te ver. Às vezes estão só de passagem durante o show. E tem algo sobre isso que traz uma maior motivação pra mim e pro Tyler (vocalista) quando tem um grupo de pessoas que não nos conhece ou até não gosta de nós e temos que conquistá-las. Então temos que lidar de uma maneira diferente, tendo que se provar um pouco mais, quando estamos tocando em um festival.
89FM: O que você lembra do Brasil?
Lembro que as pessoas foram sensacionais, com muita paixão e energia quanto à música no geral, o que achei legal. E não é assim em outros lugares do mundo. Muitos países curtem o nosso som, mas o Brasil tem um sentimento de união e sabem curtir muito música, principalmente quando é ao vivo, passando aquela força. Isso é muito legal. Deixa o show ainda melhor e mais animado.
89FM: O que podemos esperar do show do Twenty One Pilots no Lollapalooza Brasil 2019? Vocês vão tentar fazer o Quiet Game aqui também? (O Quiet Game é um jogo criado na atual turnê do Twenty One Pilots onde desafiam a plateia a ficar em silêncio o maior tempo que conseguirem e cronometram pra ver qual cidade bate o recorde).
(Risos) Ainda não sei se vamos fazer o Quiet Game. Vamos ver se vamos continuar fazendo essa brincadeira. Foi uma ideia que tivemos pra essa turnê mais recente. Foi divertido ver se tantas pessoas aglomeradas poderiam ficar em silêncio por alguns instantes. O máximo que conseguimos foram cinco segundos. Na situação de um show, é difícil ficar quieto por muito tempo.
89FM: Em um dos episódios da turnê na Europa que vocês postaram no YouTube da banda, mostra você aprendendo algumas palavras ucranianas pra falar com seus fãs de lá no show. Você vai tentar falar português aqui no Brasil?
Sim! Estivemos recentemente em Portugal, então já falei um pouco no show que fizemos lá. É um desafio legal pra mim. Eu não costumo pegar um microfone e falar em público. Sinceramente, eu sempre odiei isso. Mas tem sido muito bom eu me forçar a fazer algo que não gosto muito. E eu achei legal fazer isso e ainda aprender outras línguas. Nos Estados Unidos só sabemos falar uma língua. E viajando pelo mundo eu percebi que tem muita gente que consegue falar mais de uma, o que eu achei impressionante. Tem algo especial nas pessoas que sabem falar várias línguas. Eu achei legal aprender a falar outras línguas, então decidi fazer isso nessa turnê.
89FM: Vocês já divulgaram todas as músicas que gravaram para o álbum Trench ou tem algumas B-Sides que não lançaram?
Não tem nenhuma música extra. Quando estávamos no estúdio, fizemos músicas que gostaríamos que as pessoas ouvissem. Teve algumas ideias que não usamos, mas nada que se encaixa pra lançar algo como “músicas extras que não entraram no álbum”.
89FM: Vocês já estão escrevendo novas músicas pra o próximo álbum?
Estamos tendo algumas ideias. Tem sido um desafio desenvolver isso, mas ainda não temos músicas novas para um novo álbum.
89FM: Na última vez que eu te entrevistei (entrevista feita em março de 2016), eu perguntei sobre as suas influências. Você citou o Dave Grohl e comentou que ainda não tinha tido a oportunidade de conhecê-lo. Você conseguiu conhecer o Dave Grohl?
Sim! Legal que você lembrou disso (risos)! Estávamos gravando o álbum Trench em Los Angeles e eu estava na bateria enquanto os outros estavam do outro lado e de repente todos se distraíram e pararam de prestar atenção em mim. Então eu vi que o Dave Grohl entrou no estúdio para nos cumprimentar e isso foi muito legal. Todos dizem que ele é um cara muito legal e ele realmente foi. Foi muito legal!

Lollapalooza Brasil 2019 acontecerá novamente em três dias: 5, 6 e 7 de abril de 2019, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Fique ligado em nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que vai rolar no festival de música mais esperado!



NOTÍCIAS RELACIONADAS


COMPARTILHE


Mortgage Loans Refinancing Hemorrhoids Prevention Avenue Theme