Ouvir música pode evitar convulsões

Willian Maier

Ouvir música pode evitar convulsões imagem divulgação

Um grupo de pesquisadores da Ohio State University, nos Estados Unidos, fez uma análise sobre como o cérebro processa a música em pessoas que sofrem de epilepsia.

A equipe baseou sua pesquisa no fato de que 80% dos ataques epilépticos iniciam-se nos lobos temporais, a mesma região do cérebro que processa o som e a música. A descoberta é que as ondas cerebrais de pessoas com o transtorno tendem a sincronizar com a música, evitando convulsões.

Os cientistas monitoraram a atividade elétrica no cérebro de um grupo de pacientes em um período de silêncio e em um outro tocando música. Eles observaram que as pessoas se acalmavam enquanto submetidas à audição musical, independentemente se elas tinham epilepsia ou não.

Segundo os coordenadores do estudo, uma terapia focada na música tende a auxiliar pessoas com epilepsia a relaxar,  ganhar controle e não perder a consciência. Outra sugestão do estudo é que ouvir música pode minimizar os efeitos de crises por estresse, falta de sono e excesso de álcool.

A pesquisa, que foi destaque neste último domingo na 123ª Convenção Anual da American Psychological Association, ainda precisa ser aprimorada, já que os pacientes ouviram jazz e música clássica. Então, ainda não se sabe se o resultado seria semelhante com outros estilos musicais.

O artigo original dessa pesquisa está AQUI.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS