SUPERBANNER BONÉ RS

Viúva de Scott Weiland se abre sobre morte do cantor: “Ele não sofreu uma overdose”

Redação 89

Viúva de Scott Weiland se abre sobre morte do cantor: “Ele não sofreu uma overdose” Imagem: Reprodução Facebook

Scott Weiland morreu em dezembro de 2015 e, quase 10 anos depois, sua viúva Jamie Wachtel Weiland forneceu detalhes do falecimento do ex-vocalista do Stone Temple Pilots ao podcast “Appetite for Distortion”.

Jamie compartilhou revelações sobre as circunstâncias que levaram à morte de um dos vocalistas mais marcantes da década de 1990. Embora ela afirme que Weiland tinha drogas em seu organismo na época, foram seus anos de abuso que resultaram numa má condição cardíaca. Por causa da decisão do legista de declarar uma overdose acidental, Jamie sente que o legado do cantor ficou manchado de alguma forma.

“Sinto que ele realmente não tem os elogios, o respeito e o reconhecimento que realmente merece. Sinto que quando morreu, todo mundo estava tipo: ‘isso é trágico, mas, é claro, ele teve uma overdose'”.

Ela continuou: “A verdade é que Scott morreu porque a artéria principal de seu ventrículo esquerdo estava 95% bloqueada. Isso veio de 10 anos de uso de heroína, de toda uma vida adulta de tabagismo em cadeia. Seu coração parou. Ele tinha vestígios de drogas em seu sistema? Tinha. Eu sabia que ele estava usando? Não… porque se eu o pegasse [usando drogas] seria essa briga enorme e eu ficaria furiosa com ele”.

Na época de sua morte, Weiland estava em turnê com sua banda The Wildabouts e enfrentava dificuldades financeiras, além do afastamento de seus filhos e o peso emocional de seus pais terem sido diagnosticados com câncer.

No início deste ano, a editora Primary Wave adquiriu uma parceria no catálogo musical de Scott Weiland. As histórias por trás de suas letras, seu impacto como ícone grunge e ascensão meteórica ao estrelato deverão render futuras produções para o cinema.

Abaixo você confere a entrevista completa com Jamie Wachtel Weiland:



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS