Como Ajudar
Especial U2

Nova plataforma de IA clona vozes de artistas consagrados de forma “considerada ética”

Redação 89

Nova plataforma de IA clona vozes de artistas consagrados de forma “considerada ética” imagem divulgação

A Vocalist.Ai acaba de apresentar a sua versão beta que permite que um produtor ou compositor transforme uma simples gravação de voz em canto semelhante a de cantores e rappers profissionais. Essa nova plataforma de inteligência artificial (IA) cobra uma taxa dos usuários por manipulações na voz, portanto, a faixa gerada pelo sistema fica livre dos direitos autorais.

Neste novo serviço, o usuário simplesmente carrega uma gravação de voz, seja ela feita no celular ou produzida em estúdio, e seleciona em uma biblioteca modelos de vozes de gigantes da indústria como Beyoncé, Justin Timberlake, Kanye West, Celine Dion e Jennifer Hudson. Então, em questão de cliques, o usuário pode transformar uma “voz de taquara rachada” no vozerão do artista escolhido.

O Vocalist.Ai, que tem entre seus diretores um veterano da indústria musical americana, Andrew Frampton, explica que os cantores cujas vozes contribuem para a plataforma são remunerados com base em seu uso, garantindo que seu talento seja reconhecido e, ao mesmo tempo, fornecendo aos criadores composições livres de direitos autorais.

“Há um sentimento crescente dentro da economia de criadores de que o futuro pertencerá àqueles que complementam suas composições e produção com ferramentas de IA e as possibilidades que elas trazem”, disse Frampton em declaração publicada pelo Music Business Worldwide. O site, especializado no mercado da música, fez questão de ressaltar: “Embora o Vocalist AI apresente uma solução aparentemente ética para o problema, o lançamento coincide com os debates em andamento em torno de aplicativos de clonagem de voz”.

Na semana passada, nomes como Pearl Jam, Stevie Wonder, Billie Eilish e Katy Perry assinaram uma carta aberta pedindo aos desenvolvedores de IA, empresas de tecnologia e serviços digitais que cessem o uso dessas plataformas, porque elas violam e desvalorizam os direitos dos artistas humanos.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS