Promoção - TEMOS VAGAS 2024 | Lollapalooza

Slipknot é acusado de lucrar com morte de ex-baterista

Redação 89

Slipknot é acusado de lucrar com morte de ex-baterista imagem divulgação

O espólio de Joey Jordison, ex-baterista do Slipknot, entrou com uma ação judicial acusando o grupo de lucrar com sua morte depois de expulsar “abruptamente” o músico por e-mail há uma década.

De acordo com os documentos obtidos pelo site TMZ, a empresa que administra o patrimônio de Joey alega que o Slipknot usou a morte, ocorrida em 2021, para aumentar as vendas de seu álbum de 2022, “The End, So Far”.

Na ação, que foi movida em junho passado, o espólio de Joey acusa os integrantes da banda Corey Taylor e Michael Shawn “Clown” Crahan, além de empresas associadas, de não devolverem “instrumentos musicais, equipamentos e peças de roupas” pertencentes a Joey . De acordo com a acusação, o grupo incluiu esses itens “em um museu itinerante do Slipknot chamado Knotfest e encheu seus bolsos com o lucro da base de fãs devotados de Jordison”.

“Enquanto familiares, amigos e fãs lamentavam a perda do lendário baterista, nenhum colega de banda expressou condolências à família de Jordison após seu falecimento. Em vez disso, busca lucrar com sua morte”, diz a denúncia.

A empresa afirma ainda que Corey e Michael mentiram quando disseram aos fãs que entraram em contato com a família de Joey para expressar condolências após sua morte.

O Slipknot ainda não se manifestou publicamente sobre a acusação do espólio de seu ex-baterista, mas seus advogados solicitaram o arquivamento do processo.

#89FM #VivaORock #Rock #RockAndRoll #Música #Metal #HeavyMetal #Metal #JoyJordison #Slipknot

 



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS