Promoção - TEMOS VAGAS 2024 | Lollapalooza

Julian Lennon fala sobre sua relação de amor e ódio com “Hey Jude”, dos Beatles

Redação 89

Julian Lennon fala sobre sua relação de amor e ódio com “Hey Jude”, dos Beatles imagem divulgação

Julian Lennon voltou a falar sobre sua relação com o clássico “Hey Jude”, dos Beatles, dizendo que a canção o tirou do sério ao longo dos anos.

Durante uma nova entrevista à Esquire, o músico e filho do falecido John Lennon lembrou como Paul McCartney escreveu o single de 1968 que aborda o término do casamento de seu pai com sua mãe, Cynthia Lennon. O casal havia se separado e John começou um relacionamento com Yoko Ono, com quem se casou em 1969.

“Foi ‘Hey Jules’ no início, mas isso não ficou bem ritmicamente”, explicou Julian, acrescentando que a expressão “Hey Jude” foi criada para se encaixar melhor na música. “Paul escreveu para consolar a mamãe e também para me consolar. É um sentimento lindo, sem dúvida, e sou muito grato – mas também isso me deixou doido”. Julian continuou: “Eu amo o fato de que ele escreveu uma música sobre mim e para a mamãe, mas dependendo de como você acordou e onde você está ouvindo, pode ser uma coisa boa ou um pouco frustrante” (via NME).

O músico comentou que os fãs não entendem o peso dessa canção: “Eles acham que é fofo pra mim e, às vezes, associam ‘Hey Jude’ comigo, mas acho que eles não percebem que há muita dor por trás do que aconteceu. Toda vez que você cita isso, me lembra da separação da minha mãe do meu pai, do amor que se perdeu, do fato de que eu raramente vi meu pai de novo. Eu o vi talvez algumas vezes antes de morrer. Muita gente não entende o quão intenso, emocional e pessoal é isso. Não é apenas um ‘levante-se e seja feliz’. Há uma dor emocional profunda. Posso celebrar, mas também é algo que sempre será sombrio para mim”.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS