Promoção - TEMOS VAGAS 2024 | Lollapalooza

Paul McCartney em SP: uma noite cheia de emoção, Beatles e Rock n’ Roll

Redação 89

Paul McCartney em SP: uma noite cheia de emoção, Beatles e Rock n’ Roll Foto: Juliana Mello

Por Juliana Mello

Na noite de sábado (09), São Paulo recebeu o segundo show da turnê “Got Back” de Paul McCartney. Um show cheio de energia, fãs apaixonados, interação com o público em português e vários hits de sua carreira solo, da época que participava dos Wings e claro, clássicos dos Beatles.

Antes do show começar, um vídeo com diversas fotos da carreira e vida pessoal de Paul foi projetado no telão, onde a plateia podia acompanhar e se emocionar com a trajetória do músico.

Foto: Juliana Mello

Paul entrou no palco com sua elegância, às 20h10, e começou o espetáculo com “A Hard Day’s Night”. Lançada em 64 e escrita por John Lennon, Paul não interpretava a música em shows até 2016, após esse ano, assumiu os vocais de Lennon e animou o público para uma noite que só estava começando.

Veja o vídeo completo de “A Hard Day’s Night”:

McCartney sempre amou o Brasil, sempre deixando isso muito claro em suas diversas passagens pelo país. Sua identificação com o público é sempre especial. Ele envolve a plateia com brincadeiras com sua banda, falas em português e muita música boa.

Veja o vídeo completo dele falando em português:

Ao longo do show, foram feitas diversas homenagens: ele dedicou a música “My Valentine” para sua esposa Nancy Shevell. Nessa hora, a atriz Natalie Portman apareceu no telão, em preto e branco, fazendo a interpretação para a inglês na língua de sinais. Teve também uma homenagem ao falecido guitarrista dos Beatles, George Harrison na música “Something”.

A gaita característica de “Love Me Do” começou e o Allianz Parque enlouqueceu. A música foi composta por Paul McCartney em 1958 com a colaboração de John Lennon em sua casa e a versão final foi gravada no Abbey Road, no norte de Londres, em setembro de 1962.

Veja o vídeo completo de “Love Me Do”:

“Ob-La-Di, Ob-La-Da” começou e envolveu ainda mais o público. O single lançado em 1968, tem uma história particular. A frase “Ob-La-Di, Ob-La-Da” era dita pelo músico nigeriano Jimmy Scott, o qual Paul conheceu em uma boate em Londres. Essa frase foi adaptada para uma música por Lennon e McCartney, na qual Jimmy fez parte da gravação como percussão.

Veja o vídeo completo de “Ob-La-Di, Ob-La-Da”:

Avançando um pouco no setlist, a pegada mais rockeira de “Get Back” alucinou o público. O single lançado em 69, faz parte do álbum Let It Be.

Veja o vídeo completo de “Get Back”:

“Let It Be” foi tocada no piano. As luzes das lanternas dos celulares e um coro apaixonado, contribuíram para ser uma das partes mais emocionantes da noite.

Veja o vídeo completo de “Let it Be”:

“Live and Let Die” começou tímida, apenas com voz e piano, mas quando a guitarra entrou no jogo, foram labaredas e fogos que animaram o estádio. A única parte do show que teve efeitos pirotécnicos, que couberam muito bem para a música energizante que é “Live and Let Die”.

Veja o vídeo completo de “Live and Let Die”:

“Hey Jude”, uma das maiores músicas dos Beatles, serviu como uma linda interação com o público. Na parte do “na na na na”, a plateia cantou a todos os pulmões. Paul brincou com os espectadores pedindo para, uma hora só os homens cantarem e na outra, só as mulheres.

Veja o vídeo completo de “Hey Jude”:

Após uma pequena pausa, Paul e sua banda voltaram ao palco, com três bandeiras: uma do Brasil, outra do Reino Unido e a outra da comunidade LGBTQIA+.

Foto: Juliana Mello

No meio de “I’ve Got a Feeling”, John Lennon apareceu no telão para um dueto com Paul. Essa gravação é do show de 1969, no telhado da Apple Corps, gravadora e empresa dos Beatles. Foi um momento muito emocionante, tanto para o público, quanto para o próprio Paul: “É especial pra mim. Estou cantando com o John de novo”.

Veja o vídeo completo de “I’ve Got a Feeling”:

“I Saw Her Standing There” serviu como novamente um coro emocionante.

Veja o vídeo completo de “I Saw Her Standing There”:

Um show sem muitos efeitos, Paul e seus músicos emocionados com a animação e energia do público, muita música, vários instrumentos, fizeram parte da noite emocionante do segundo show de Paul McCartney em São Paulo.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS