Promoção - TEMOS VAGAS 2024 | Lollapalooza

O show do Oasis que tinha 14 pessoas na plateia, entre elas o guitarrista dos Smiths

Redação 89

O show do Oasis que tinha 14 pessoas na plateia, entre elas o guitarrista dos Smiths imagem divulgação

O Oasis foi uma banda que arrastou multidões por onde passou nos anos 1990. Mas como todo artista, teve seus primeiros dias, que foram lembrados por Johnny Marr, ex-guitarrista dos Smiths, durante uma recente entrevista para a rádio Q1043 de Nova York. Marr, que está promovendo seu livro “Marr’s Guitars”, compartilhou uma lembrança interessante sobre o início de carreira do Oasis.

Marr contou: “Conheci Noel [Gallagher] primeiro. Eu tinha visto Liam [Gallagher] pela cidade, mas nem sabia que ele estava na banda. E eu não sabia que ele era irmão do Noel. Meu irmão conhecia o Noel e quando o conheci, ele era um jovem que começava com uma banda que eu nunca tinha ouvido falar. Fomos tomar um chá com ele, porque meu irmão disse que ele era um cara muito legal. E ele era um cara jovem muito parecido como é agora. Eu e ele nos demos bem”.

Pouco tempo depois, Marr recebeu um convite para ver uma apresentação ao vivo da banda de Noel, que acabava de ser batizada de Oasis. “Tinham poucas pessoas lá. Eu sei que havia mais de sete, mas definitivamente não havia 20. E todos eles eram amigos da banda… E eu os observei”, comentou.

O ex-Smiths lembra que no dia seguinte recebeu uma ligação de Noel: “Ele me perguntou: ‘O que você achou?’ E eu disse a ele: ‘Foi ótimo, fantástico, muito bem feito’. Mas ele parecia que queria algumas críticas construtivas, então eu disse: ‘Bem, você demora muito tempo ajustando sua guitarra antes das músicas, especialmente quando há apenas 11 pessoas lá’. Então falei: ‘Você precisa de uma outra guitarra'”.

Depois de ouvir um agradecimento pelo conselho, enviou um presente para o líder do Oasis. “Então, emprestei a ele algumas guitarras. Uma delas era uma Les Paul que usei muito no The Smiths que ganhei do The Who. Era propriedade de John Entwistle… isso o deixou doido. E então, logo depois disso, eu o vi usando, então eu apenas disse: ‘Guarde’. Ninguém fazia ideia de que seria o Oasis. Não foi porque eu pensei que esses caras poderiam conquistar o mundo e escrever uma música que todo mundo na América conheceria… bem, talvez Noel tenha pensado isso! E ele estava certo!”.

Quando Marr enviou as guitarras para Noel, ele já era um cara estabelecido no cenário musical e um grande colecionador. Em seu novo livro, ele conta a história de sua vida através de sua coleção de guitarras combinadas com fotografias de seus instrumentos favoritos (AQUI).



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS