SUPERBANNER BONÉ RS

Mais brasileiros do que nunca: rock dos kilotones abraça diversidade musical brasileira em novo EP

Redação 89

Mais brasileiros do que nunca: rock dos kilotones abraça diversidade musical brasileira em novo EP Foto: Nataly Schiavon

A inventividade sonora da cena independente conta com bons representantes que, apesar das dificuldades de se manter em um mercado prezando constantemente pela industrialização da arte, seguem colocando o fígado, a mente e o coração em tudo que fazem. O Kilotones, trio formado em Ribeirão Preto (SP) pelos irmãos Barrionovo, chega nesta sexta-feira (10) com seu quinhão de criatividade em Brasilerô, terceiro EP antes da chegada do novo álbum

Após preparar terreno com os EPs Terra Brasilis e Coragem, onde dissecou temas como saúde mental, resiliência, esperança e uma série de autoquestionamento, o Kilotones coloca no balaio mais três faixas: Além da faixa homônima, o trabalho vem com “Acendo a Luz” e “Agora Eu Quero”, que juntas aos lançamentos anteriores formam uma coesão narrativa e sonora sobre o indivíduo e sua relação com o meio em vários aspectos. “A gente tenta falar sobre esses assuntos de forma responsável, após muita reflexão. São canções que nasceram após muito pensar, entender a nós mesmos como banda e como poderíamos contribuir com o público em termos de sensações também”, conta JP Barrionovo.

Além de JP (guitarrista), a banda é formada por AJ Barrionovo (baixista e vocalista), e Pedro Barrionovo (baterista e produtor). Pedro, inclusive, auxiliou a produção do álbum ao lado de Paulinho Vaz, que aponta o amadurecimento do trio como principal fator para a sonoridade instigante do trio. “Eu acho que a banda trouxe muito a cara brasileira para o disco, sem deixar a pegada rock, de tocada forte, com intensidade. Eu acho que as misturas de timbres, de beats eletrônicos, de coisas brasileiras, traz uma identidade um pouco mais ampla e abre um campo para que a banda atinja um público que até então não a escutava”, reflete Vaz.

De fato, embora o rock esteja sempre permeando as canções do Kilotones, é nítido o banho de brasilidade que o novo projeto recebeu. Da guitarrada paraense à ciranda e o maracatu, a banda entrega um dos trabalhos mais interessantes do ano. “Esse sincretismo cultural representa um pedaço da luta e esperança do povo brasileiro. O álbum é uma celebração da diversidade cultural do país e destaca a importância de se valorizar e preservar as raízes que compõem a identidade nacional, ao mesmo tempo que dialoga com a própria identidade latino-americana”, reflete Pedro.

AJ complementa com orgulho a fala dos irmãos de vida e de banda: “Cada música deste álbum representa um pouco desse Brasil que é complexo e fascinante ao mesmo tempo. Queremos transmitir uma mensagem de resiliência, mostrando que, apesar dos obstáculos, há uma luz vibrante e um espírito coletivo de esperança que nos impulsiona a olhar para um futuro melhor”.

WORKSHOP

A fluência do trio em produção musical poderá ser conferida em um workshop gratuito que será realizado no Sesc Ribeirão Preto nos dias 11 e 12 de novembro. Mais informações abaixo.

Este projeto foi possível com o apoio do Programa de Ação Cultural (ProAC), que já contemplou mais de 5.400 projetos, em 394 editais, nos mais diversos segmentos, como teatro, dança, artes cênicas, música, circo, festivais, artes visuais e projetos multidisciplinares e também do O ProAC ICMS, programa de fomento paulista que funciona por meio de patrocínios incentivados e renúncia fiscal.

SERVIÇO
Workshop de produção musical no Sesc Ribeirão Preto
Gratuito
Data: 11 e 12 de novembro
Horário: 10h às 12h
Endereço: Rua Tibiriçá, 50 – centro – Ribeirão Preto



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS