SUPERBANNER BONÉ RS

Måneskin faz show com pegada de “maior banda do mundo” em São Paulo

Redação 89

Måneskin faz show com pegada de “maior banda do mundo” em São Paulo Foto: Anderson Carvalho

O Måneskin esteve no centro das discussões nas redes sociais esta semana com a repercussão de uma entrevista de Mick Jagger, vocal dos Rolling Stones, para o jornal italiano Corriere Della Sera, na qual apontou a banda como a maior do mundo do rock na atualidade.

Obviamente que a declaração gerou polêmica, já que o Måneskin é um jovem grupo com cerca de seis anos de estrada e ainda tem muito para crescer. No entanto, o vocalista Damiano David, a baixista Victoria De Angelis, o guitarrista Thomas Raggi e o baterista Ethan Torchio mostraram-se muito maduros em cima do palco na sua segunda apresentação no Brasil, que rolou na noite desta sexta-feira (03), no Espaço Unimed, em São Paulo.

O show teve início com dois hits do novo álbum RUSH!, “Don´t Wanna Sleep” e “Gossip”; seguidas da faixa de abertura do disco Teatro d’ira: Vol. I, “Zitti e Buoni” e de seu poderosíssimo novo single “Honey (Are U Coming?).

Mas a banda realmente se conectou de vez com o público com a sequência de seus sucessos “Coraline” e “Beggin'” (cover do The Four Seasons), que incendiou a plateia em performances muito bem trabalhadas.

Foi uma apresentação de duas horas com 23 músicas onde o Måneskin passou por toda a sua discografia e, assim como havia ocorrido em seu concerto dois dias antes no Rio de Janeiro, a banda entregou uma versão cover de “Exagerado”, clássico do nosso rock nacional de Cazuza.

O contato com o público também é um ingrediente importante nas performances ao vivo dos italianos e, lógico, isso não foi deixado de lado. Na canção “Kool Kids”, já na parte final do show, fãs foram convidados para subir ao palco. Antes disso, garotas na plateia já haviam jogado sutiãs para que Damiano David pegasse a interagisse com as peças íntimas.

Muitos podem não concordar que o Måneskin é a maior banda de rock da atualidade, mas é certo que o grupo trabalha elementos importantes para fazer o rock and roll voltar a ficar em evidência nesta segunda década do século 21. E isso é muito bem-vindo!



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS