Como Ajudar
SUPERBANNER BONÉ RS

Jogo Sujo lança álbum ao vivo com registro dançante e divertido das melhores canções da carreira

Redação 89

Jogo Sujo lança álbum ao vivo com registro dançante e divertido das melhores canções da carreira Foto: Helio Alexandre

Uma vez o poeta disse que “só o que é morto não muda”. A mudança é, e sempre será o que move um artista. O rock é um desses gêneros que por mais que os fãs resistam, só sobrevive através da transformação. A Jogo Sujo tem comemorado sua própria metamorfose e, para coroar o fim e o começo de uma nova fase na carreira, lança o projeto  ‘Jogo Sujo Ao Vivo’, gravado no Bar Opinião, em Porto Alegre, e disponível nas plataformas no dia 03 de novembro.

Aprendiz da tradicional escola do rock gaúcho, de onde surgiram bandas como Engenheiros do Hawaii, Defalla, Os Replicantes, Cascavelletes, Nenhum de Nós, Vera Loca e, mais recentemente, Cachorro Grande e Fresno, a Jogo Sujo, com mais de 15 anos de estrada, buscou um som mais dançante, calcado em baixo funkeado e no brega brasileiro para rearranjar as canções de sua discografia e conceber o novo álbum. Para dar o tom do que viria ao público, foram lançados os singles  “Fernanda” (do primeiro disco, “Embriagado de Amor”) e  “Você Chegou Para Ficar”, música autobiográfica composta pelo vocalista Marcio Moraes.

O grupo que, além de Marcio, conta com Mateus Carrer Neto (Bateria), Lucas Chini (baixo) e João Costa (guitarras), lança o projeto com a mesma animação demonstrada no registro captado no audiovisual. “Em algum momento tocar as mesmas canções do jeito que foram compostas há 15 anos atrás não nos deixava mais contentes. Os rearranjos, a visão que o Mateus trouxe com sua veia de produtor, nossa maturação como músicos, tudo isso nos trouxe a um lugar novo que estamos gostando muito de explorar”, conta Marcio.

Experiente produtor, Mateus azeitou o som da banda, unindo sua verve técnica com a criatividade de Marcio, fazendo da atual formação a mais sólida da Jogo Sujo desde sua fundação.  “Estou na banda desde metade do tempo de vida dela. O Marcio compõe do jeito dele e me deixa livre para entrar com a mão de produtor e juntos decidimos enveredar por essa reverência ao brega, não ficar apegado à ideia de eternos roqueiros gaúchos e tem nos feito muito bem”, diz o batera que cita ainda as influências da fase cheia de balanço de Tim Maia, Jorge Ben, e a poesia brega romântica de Reginaldo Rossi e Odair José.

Além das duas faixas já lançadas, o novo trabalho traz 5 faixas que além da formação fixa, recebeu o apoio de backing vocals e variados timbres de metais, elevando o escopo da sonoridade a um nível que a Jogo Sujo ainda não havia experimentado.  “Chegamos pela primeira vez em uma qualidade de excelência em se tratando de material ao vivo de áudio e vídeo. Estamos em um nível de profissionalismo que eu sempre quis chegar. Nossa história se expande a partir de agora”, reflete um animado Mateus

A alegria do baterista com o projeto é acompanhada com o mesmo por Marcio. “Só aceitaríamos lançar algo neste momento se tivesse caprichado mesmo e este recomeço vem com uma produção incrível. As pessoas vão ficar felizes e animadas, vão dançar, eu tenho certeza!”, conclui o músico.

Ouça o novo trabalho no seu serviço de streaming favorito AQUI ou utilize o player abaixo:



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS