Como Ajudar
SUPERBANNER BONÉ RS

Green Day e a força da canção “Wake Me Up When September Ends”

Redação 89

Green Day e a força da canção “Wake Me Up When September Ends” imagem divulgação

Todo final de setembro as redes sociais recebem uma enxurrada de posts com a imagem de Billie Joe Armstrong, vocalista do Green Day, numa referência à canção “Wake Me Up When September Ends”, faixa do álbum American Idiot, de 2004. “Vamos acordar o Billie Joe”, dizem os posts atrás de um engajamento que vem facilmente por conta do sucesso da música e do artista. Nós mesmos aqui na 89 FM fizemos isso por 10 anos seguidos.

Acordar Billie Joe no final de setembro parece  ser divertido, mas “Wake Me Up When September Ends” é uma canção emocional que fala sobre perda. Billie Joe escreveu essa música como uma forma de lidar com a morte de seu pai, Andrew Armstrong, que faleceu em setembro de 1982 quando Billie Joe tinha apenas 10 anos de idade. Foi uma maneira poética de expressar o desejo de que o mês de setembro, que estava associado ao luto para ele, pudesse passar rapidamente.

A canção, lançada há quase duas décadas, também pode ser interpretada de forma mais ampla como uma reflexão sobre qualquer tipo de perda. O seu videoclipe, por exemplo, narra a história de um casal jovem separado devido à convocação do namorado para o serviço militar.

A conexão pessoal de Billie Joe com a música que fala sobre o fim de setembro é uma das mais significativas do catálogo do Green Day. Até mesmo o cantor chegou a entrar na brincadeira da internet e publicou fotos acordando em 1º de outubro. Ele também utilizou a força da mensagem de “Wake Me Up When September Ends” numa live do Global Citizen, em 2020, num dos períodos mais angustiantes da pandemia de covid-19. Billie Joe surgiu tocando sua velha canção com a intenção de que todos nós pudéssemos acordar para a vida, assim que a pandemia terminasse. Veja abaixo essa emotiva performance:



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS