SUPERBANNER BONÉ RS

Álbum “Toxicity”, do System Of A Down, completa 22 anos

Redação 89

Álbum “Toxicity”, do System Of A Down, completa 22 anos imagem divulgação

Toxicity, o segundo álbum de estúdio do System of a Down, foi lançado em 4 de setembro de 2001, há exatos 22 anos. Nesse disco o SOAD manteve o som agressivo e pesado do trabalho autointitulado de sua estreia de 1998, no entanto, busco a criação de uma sonoridade eclética com elementos de vários instrumentos, como sitar, banjo, teclados e piano, em estilos variados de músicas com influências armênias. Essa mistura acentuou as habilidades vocais da banda, enquanto os riffs esmagadores, por outro lado, expressavam todo o seu poder.

Desde a faixa de abertura, “Prison Song”, até sua parte final com “Aerials”, o álbum apresenta-se como uma verdadeira coleção de canções com conteúdo político e social. “Chop Suey” e sua faixa-título se destacam no repertório de mais de 30 músicas que foram gravadas no Cello Studios em Hollywood, na Califórnia. Ao lado do produtor Rick Rubin, a banda reduziu esse número para 14 faixas. As “sobras de estúdio” seriam regravadas mais tarde para o próximo álbum da banda, Steal This Album! (2002).

Toxicity vendeu 220.000 cópias em sua primeira semana de lançamento e alcançou a posição de número 1 na Billboard 200, registrando mais de 12 milhões de cópias vendidas até hoje no mundo todo.

Vale ressaltar que o single de estreia desse disco, “Chop Suey!”, foi temporariamente retirado das programações da maioria das estações de rádio nos Estados Unidos após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, porque sua letra, que contém a frase “self-righteous suicide”, foi considerada “inadequada” após os atentados. A canção voltou às ondas do rádio quando “as coisas se acalmaram”.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS