Como Ajudar
SUPERBANNER BONÉ RS

Sepultura: álbum “Chaos A.D.” completa 30 anos

Redação 89

Sepultura: álbum “Chaos A.D.” completa 30 anos imagem divulgação

Há 30 anos cravados, em 2 de setembro de 1993, o Sepultura quebrava os paradigmas do metal e lançava um trabalho fortemente influenciado por elementos sonoros brasileiros. Nascia Chaos A.D., um dos mais importantes álbuns do rock dos anos 1990.

Produzido pelo americano Andy Wallace, que já havia mixado Arise, o quinto disco de estúdio da banda buscou uma diversidade sonora através de experimentações como a percussão afro-brasileira. O trabalho marcou não um afastamento das raízes thrash, mas sim a sua possibilidade de fusão e absorção de  elementos musicais “primitivos” de qualquer gênero.

O melhor exemplo são as faixas “Refuse/Resist” e “Territory”, nas quais a natividade se encaixa perfeitamente com riffs de guitarra violentamente pesados. As experimentações ganham destaque em “Slave New World” e “Biotech Is Godzilla” e culminam com a primeira faixa acústica da banda “Kaiowas”, que trafega numa atmosfera de Led Zeppelin com influências brasileiras.

Além de sua sonoridade, Chaos A.D. também impactou por letras com fortes críticas sociais focadas em questões que marcavam o mundo naquele início de anos 1990. Ou seja, o metal extremo se reinventava de todas as formas num disco que passou a ser obrigatório para quem se propõe a entender a história do rock.

Formação do Sepultura em Chaos A.D.:
Max Cavalera – vocal, guitarra, violão
Andreas Kisser – guitarra solo, viola caipira
Paulo Jr. – baixo, percussão
Iggor Cavalera – bateria, percussão



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS