SUPERBANNER BONÉ RS

KLF mostra músicas inéditas através da Galeria de Som da Biblioteca Britânica

Redação 89

KLF mostra músicas inéditas através da Galeria de Som da Biblioteca Britânica imagem divulgação

KLF é uma banda britânica que transitou pelo hip hop, synth pop e acide house no final dos anos 80 e início dos 90. Dissolvida em 1992, ela jamais havia liberado suas músicas para as plataformas digitais.

Foi quando em 1º de janeiro de 2021, de surpresa, o grupo disponibilizou para os serviços de streaming uma compilação de oito faixas intitulada Solid State Logik 1 (AQUI).

Pouco tempo depois, o KLF lançou um disco experimental para as plataformas digitais intitulado Come Down Dawn (AQUI).

Mas ainda há muita música rara e inédita do grupo britânico. Algumas delas começam a ser disponibilizadas através da Sound Gallery gratuita da Biblioteca Britânica, em Londres.

A única cópia física de uma versão reconstruída do álbum de estreia do grupo, 1987 (What the F** Is Going On?), originalmente lançado sob o nome Justified Ancients of Mu Mu (The JAMs), será adicionada ao KLF Kollection existente da instituição.

Coletivamente chamada de “The Acetate”, esta obra estará disponível para ouvir mediante solicitação nas Salas de Leitura da instituição a partir de 30 de agosto. Amplamente considerado como uma referência dos primeiros anos da cultura rave britânica, o LP causou polêmica na época devido ao uso de amostras não autorizadas, plagiando uma série de canções, incluindo algumas do ABBA.

Depois de queixas formais de gravadoras, todas as cópias não vendidas foram obrigadas pela justiça a serem destruídas, com o KLF optando por incendiar várias cópias em um campo nos arredores de Gotemburgo, na Suécia. Uma fotografia do incêndio formou a capa do LP seguinte, de 1988, Who Killed the JAMs?.

Bem, se você chegou até aqui e ainda não sabe de quem a gente está falando, veja no player abaixo o clipe de “3 Am Eternal”, uma canção que foi ouvida por qualquer ser humano que habitou o planeta Terra em 1991:



COMPARTILHE