SUPERBANNER BONÉ RS

“Vamos perder o próximo Paul McCartney”, alerta cofundador do ABBA

Redação 89

“Vamos perder o próximo Paul McCartney”, alerta cofundador do ABBA imagem divulgação

O CISAC, órgão global que representa autores e compositores, acaba de revelar o seu relatório anual com um alerta feito por seu presidente Björn Ulvaeus, cofundador do ABBA. Na introdução do documento ele diz: “Devemos tornar a vida justa para os criadores, ou perderemos o próximo Paul McCartney“.

Ulvaeus deixa claro que a equidade no streaming é o seu foco: “Precisamos continuar analisando por que a música e as obras criativas são sistematicamente desvalorizadas. Por exemplo, a falta de reconhecimento do compositor, o poder das plataformas digitais, a erosão dos preços dos direitos ao longo de muitos anos, algoritmos pouco transparentes que influenciam nossas escolhas, e a divisão do bolo digital que é enviesada contra o compositor”.

Ele também abordou o debate em torno da inteligência artificial (IA): “Eu gosto de ferramentas alimentadas por IA e as uso. Estou convencido de que elas ajudarão os criadores a melhorar seus trabalhos. No entanto, a IA vem com seu próprio conjunto de problemas, não menos importante, o status de direitos autorais de obras criadas por ela”.

Ulvaeus gostaria de ver esses desafios abordados ao mais alto nível, inclusive através de um fórum como as Nações Unidas. “São prioridades cruciais para o bem-estar futuro dos criadores. A forma como as gerimos bem, acredito, moldará a nossa futura paisagem cultural”, comentou o integrante do ABBA.

Respondendo sua própria pergunta sobre a possibilidade de vermos o nascimento de um novo Paul McCartney, disse: “Espero que consigamos, mas isso só acontecerá se fizermos do mundo do streaming um lugar mais justo para os criadores”.

O novo relatório do CISAC está disponível AQUI. No player abaixo você tem uma participação de Björn Ulvaeus no TED, em 2021, explicando a importância dos compositores na indústria da música:



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS