SUPERBANNER BONÉ RS

Música presa na cabeça? Saiba como se livrar dela

Redação 89

Música presa na cabeça? Saiba como se livrar dela imagem divulgação

Sabe aquela música que você ouve e de repente começa a cantar ela sem parar? Quase todo mundo passa pela experiência de ficar com uma música “grudada na cabeça”. Geralmente, isso ocorre ao escutarmos repetidamente uma música com um ritmo e melodia fortes.

O fenômeno da música que brota na sua mente e fica lá, do nada e, muitas vezes, contra a sua vontade, tem sido estudado desde 1885 ( isso mesmo, muito antes da criação dos fones de ouvido), e é chamado de síndrome da música presa ou de imagens musicais involuntárias, conforme relata matéria da versão brasileira do Medscape.

Pesquisas confirmam o quanto o fenômeno é comum. Um estudo de 2020, feito com estudantes universitários dos Estados Unidos, indica que 97% dos participantes ficaram com uma música grudada na cabeça no mês anterior, o que foi semelhante aos achados de uma pesquisa finlandesa maior feita há mais de 10 anos.

Uma em cada cinco pessoas havia ficado com uma música grudada na cabeça mais de uma vez por dia, segundo o estudo. A duração típica foi de 10 a 30 minutos, embora 8,5% tenham dito que o processo durou mais de três horas. Os níveis de “sofrimento e interferência” foram majoritariamente de “leves a moderados”.

Pesquisas anteriores constataram que, se a música for importante para você, o fenômeno tende a durar mais tempo e é mais difícil de controlar. E acredita-se que as mulheres sejam mais inclinadas a passar por isso.

“Pessoas muito musicais podem ficar com músicas grudadas na cabeça com mais frequência, pois para elas é fácil evocar determinada linha melódica”, disse o Dr. David Silbersweig, médico, diretor do departamento de psiquiatria e codiretor do Institute for the Neurosciences do Brigham and Women’s Hospital nos Estados Unidos.

Mas como se livrar da música presa em sua cabeça? A dica de ouro é ouvir outras canções, principalmente outras que representam algo em sua vida. Como essas músicas têm forte influência emocional em você, o cérebro pode acabar se ocupando delas e, assim, deixar de priorizar a “canção chicletão do momento”. Um estudo da Universidade da Califórnia sugere que cantar em voz alta outras músicas também é um santo remédio contra a música presa na sua cabeça (AQUI).



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS