SUPERBANNER BONÉ RS

Startup usa IA para ampliar alcance de músicos independentes nas plataformas de streaming

Redação 89

Startup usa IA para ampliar alcance de músicos independentes nas plataformas de streaming imagem divulgação

Artistas independentes enfrentavam desafios para disponibilizarem suas músicas nas plataformas de streaming e alcançarem uma parcela maior do público, mesmo em um mercado aquecido que movimentou US$ 26,2 bilhões em receita em 2022, segundo o Global Music Report 2023, realizado pela Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI). Observando este cenário, o produtor musical e engenheiro de áudio Vítor Cunha e o engenheiro mecatrônico Fabrício Schiavo, fundaram a Magroove – startup que atua na distribuição digital de músicas de artistas independentes nas plataformas de streaming. Fundada no Brasil, a empresa tem agora a meta de alcançar a marca de 1 milhão de usuários até o final do ano.

Com sede na cidade de São Paulo, a Magroove possui 850 mil usuários, entre artistas independentes e fãs de música, espalhados por 196 países, dentre eles, os principais mercados são Estados Unidos e Europa, mas contam também com artistas de países como Togo, que chegam a faturar até 21,5 vezes o salário mínimo do país, com os lançamentos nas plataformas.

A principal solução da empresa tem como foco democratizar o acesso de artistas independentes às plataformas de streaming musical, como Spotify, Deezer e iTunes. Para que os músicos tenham suas músicas disponíveis nas plataformas, é necessário um intermediador. “As plataformas não permitem que o artista possa fazer o upload de sua música diretamente pela plataforma, tudo deve ser feito por um distribuidor musical, como a Magroove”, explica Vitor Cunha, CEO e cofundador da Magroove.

O diferencial da plataforma da startup é de que não há uma cobrança ativa do artista, a Magroove retém os primeiros US$ 5,00 gerados por cada lançamento (álbum, EP, single), enquanto outros agregadores monetizam por meio de porcentagem de royalties ou cobranças de antemão. Caso o artista não gere receita, ainda assim a Magroove mantém o catálogo dele disponível.

“Nossa ideia era auxiliar os músicos independentes com um aplicativo que funcionava como um ‘Tinder’ da música, recomendando artistas independentes para fãs de música. Mas, como músicos, conversamos com outros artistas e percebemos que os desafios deles eram mais primordiais, como conseguir um agregador e distribuir as músicas nas plataformas de streaming. No início, eles fazem tudo sozinhos e querem se preocupar somente com a música”, explica Cunha. Meses depois de pivotarem a ideia, em julho de 2019, a empresa foi lançada, já com 30 mil artistas cadastrados, e a ideia do aplicativo ficou para um segundo momento.

Em 2020, após receberem a primeira rodada de investimento, os sócios decidiram investir no aplicativo para fãs de música. Foram além da ideia inicial de sugerir músicas e aplicaram ainda mais tecnologia à solução. Diferente das outras ferramentas de descoberta, que recomendam artistas com base na popularidade deles, o app da Magroove recomenda músicas de acordo com elementos musicais chave. O usuário digita a música na busca do aplicativo e a plataforma, com base em inteligência artificial proprietária, analisa o perfil sonoro daquela música e recomenda semelhantes a ela. Dessa forma, a empresa coloca artistas independentes lado a lado a de ícones da música e entrega um conteúdo realmente relevante aos fãs de música.

O ouvinte tem até 30 segundos para ouvir a canção e deixar o like ou dislike na sugestão. Caso o som agrade, ele vai para uma lista de descobertas que pode ser exportada como playlist para players de streaming. O aplicativo é gratuito, mas caso queira ter acesso a funcionalidades como play ilimitado de músicas, criação de playlists e reprodução de músicas sem propaganda, o usuário pode assinar a versão Premium, que é cobrada uma mensalidade fixa.

“O algoritmo permite aos músicos que ainda não tiveram validação do público a possibilidade de terem a música deles escutada, porque a popularidade não é um fator determinante, o que proporciona uma maior democratização no mercado”, finaliza Vitor Cunha, CEO e cofundador da Magroove. Conheça o serviço em https://artists.magroove.com.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS