Como Ajudar
Especial U2

Butch Vig, produtor de “Nevermind”, revela que não achou o Nirvana tão bom quando conheceu a banda

Redação 89

Butch Vig, produtor de “Nevermind”, revela que não achou o Nirvana tão bom quando conheceu a banda imagem divulgação

Butch Vig, o cara que produziu o álbum Nevermind, do Nirvana, recordou alguns momentos e desafios do processo de gravação por trás do trabalho que redefiniu o rock a partir de 1991. Falando com o Consequence.Net, Vig forneceu detalhes sobre o legado deixado por ele nesse disco, como o fato de conseguir convencer Kurt Cobain a duplicar seus vocais e ajustar a distorção de sua guitarra.

No entanto, o que chama a atenção é uma declaração do produtor que revela o fato dele quase ter descartado a possibilidade de produzir Nevermind. Vig contou na entrevista que não curtiu muito o álbum de estreia do Nirvana, Bleach, produzido por Jack Endino: “Eu não fiquei impressionado. Achei o disco deles meio unidimensional, mas havia lá uma música, ‘About a Girl’, que para mim soou como uma canção pop brilhante, como uma composição ao estilo de Lennon e McCartney”.

A faixa, que se tornaria ao longo dos anos um clássico do rock, foi suficiente para despertar o interesse de Vig no grupo de Seattle e ele convidou os caras para irem até seu Smart Studios na cidade de Madison, com o objetivo de começar a trabalhar nas primeiras versões das músicas que resultariam em Nevermind.

O produtor conta que a sonoridade desse icônico disco é fruto de alguns truques que utilizou, como gravar os vocais de Kurt Cobain em no máximo três takes, para evitar que sua voz começasse a falhar, conversar sobre ajustes pontuais na guitarra e buscar a essência das composições das músicas.

“Eu sabia que ele [Cobain] estava tentando crescer como compositor e foi durante as primeiras sessões que descobri que era um grande fã dos Beatles e, por mais que admirasse a estética de John Lennon, ele realmente admirava as composições melódicas de Paul McCartney e sua sensibilidade melódica. Então eu arquivei isso como um ponto de referência que usaria mais tarde”.

Foi quando o vocalista do Nirvana se mostrou relutante em utilizar overdubs (técnica para corrigir defeitos na gravação original), por medo de que isso comprometesse a essência da banda, que Vig disse: “Ouça John Lennon. Ouça Paul McCartney, todos os vocais são duplos. E ele ficou sentado em silêncio por cerca de cinco segundos, e então ele disse: ‘Ok'”.

A entrevista na integra de Butch Vig pode ser lida, em inglês, AQUI.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS