Como Ajudar
Especial U2

Decisões de Elon Musk à frente do Twitter geram movimento crítico no universo da música

Redação 89

Decisões de Elon Musk à frente do Twitter geram movimento crítico no universo da música imagem divulgação

Demissões em massa no Twitter, a reativação do perfil de Donald Trump e a divulgação aberta de fake news estão entre os motivos do descontentamento de uma série de músicos com o bilionário Elon Musk, após ele assumir o controle da rede social.

Neste último final de semana, o empresário enfrentou sua primeira crise contra a classe artística ao ver Trent Reznor, líder do Nine Inch Nails e renomado compositor de trilhas de cinema, se despedir da plataforma: “Não precisamos da arrogância da classe bilionária para achar que eles podem entrar e resolver tudo. Mesmo sem ele (Elon Musk) envolvido, acho que se tornou um ambiente tóxico. Para minha saúde mental, preciso me desligar. Eu não me sinto mais bem estando lá”, declarou o artista ao Hollywood Reporter. Logo depois, deletou sua conta no Twitter.

Após ser criticado por um fã dos Nine Inch Nails, Musk respondeu: “Gosto da música dele, mas talvez o Etsy [plataforma de compra e venda de objetos vintage] seja mais o seu estilo”. O dono do Twitter ainda classificou o músico de “bebê chorão”. Mas a decisão de Reznor iniciou uma onda de críticas de celebridades contra a rede social. Os perfis de nomes envolvidos no universo da música, como Tom Delonge (Blink-182), Toni Braxton, Liz Phair, Sara Bareilles, partiram pra cima de Musk.

Jack White fechou sua conta em protesto ao regime de Musk e se manifestou no Instagram: “Então você devolveu a Trump sua conta no Twitter. Absolutamente nojento, Elon”, postou White, acrescentando: “Isso é oficialmente um movimento idiota. Por que você não é verdadeiro? Diga como é: você entra com uma tonelada de dinheiro, vê a conta de impostos, despreza pagar sua parte justa e, em seguida, pensa que se mudar para o Texas e apoiar qualquer republicano que puder vai ajudá-lo a manter mais do seu dinheiro. De que outra forma Trump poderia interessá-lo?”. White reconhece que Musk “fez muitas coisas incríveis com a Tesla”, admitindo que “eu pessoalmente apoiei o inferno desse empreendimento”. Mas White alega que agora o empresário “foi longe demais” e está usando seu poder para “promover mentirosos horríveis e indutores de violência”. No final, ele acha que esse movimento poderia servir para colocar em risco a democracia que tornou Musk “rico e bem-sucedido”.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS