Como Ajudar
SUPERBANNER BONÉ RS

Relespública lança novo álbum; ouça “Só Em Si”

Redação 89

Relespública lança novo álbum; ouça “Só Em Si” Arte da capa: Kenia Pouey

O Relespública acaba de lançar nas plataformas digitais (SpotifyApple Music e YouTube) seu novo álbum intitulado Só Em Si, sexto trabalho de estúdio no qual a banda aposta em uma nova sonoridade, projetando um olhar para o futuro.

20 anos depois, o mod que protagonizou a saga urbana do cultuado álbum As Histórias São Iguais (2003) da Relespública envelheceu mal como o mundo no qual ainda é um desajustado e propõe uma saída para um futuro menos sombrio: olhem pra dentro de vocês. Em resumo, este é o conceito de Só Em Si.

Nas oito faixas, a banda de Curitiba reuniu canções de épocas diferentes para contar a história do personagem de seu álbum mais célebre duas décadas depois. Neste segundo trabalho produzido pelo selo Volts em dois anos, a Relespública surpreende ao usar o violão no papel da guitarra e ao misturar ritmos regionais ao rock de garagem que é a marca dos 33 anos de carreira do trio.

Só em Si é a terceira parceria da banda com o produtor Marcelo Crivano com quem a banda criou Sem Ninguém Ao Lado (2021) e o cultuado As Histórias São Iguais e é uma sequência deste último.

O guitarrista e compositor Fabio Elias explica que a sequência das faixas foi pensada como um enredo que conta a história do personagem do álbum mais marcante da banda que vinte anos mais velho, segue sendo o mesmo “desajustado vocacional” que agora precisa lidar com enfrentar problemas de outra natureza.

O roteiro original de Só Em SI foi concebido por Fabio Elias e Crivano unindo canções de épocas diferentes da banda. Assim é importante ouvir as faixas em sequência como um bom e velho disco de vinil.

O repertório reúne canções antigas que falavam sobre este sentimento de inadequação social à faixas novas compostas no período da pandemia e da expansão de uma mal-estar público no Brasil. “O personagem de ambas as histórias podia ser qualquer um de nós da banda ou qualquer fã ou qualquer cara de nossa geração em qualquer cidade grande do mundo”, disse Fábio.

“Esse cara que hoje tem com mais de 40 anos e já deixou a juventude para trás e vive num mundo bem diferente daquele que sonhou e que acabou virando um pesadelo”. Fabio se refere ao sentimento conservador que se alastrou por sua geração que “as promessas de futuro que nos fizeram não se confirmaram e as pessoas voltaram a pensar como nossos pais e avós ou pior como os pais e avós deles”.

O mod quarentão de Só Em Si é um peixe fora desta água: não quer ser um tiozinho careta, vaidoso, consumista e com saudades do passado. Ele quer olhar o futuro e as transformações que as novas gerações precisam fazer no mundo. E busca dentro de si a força para as mudanças que ainda quer promover.

“É a mesma coisa que eu sinto. Não mudei, não virei um conservador. Não quero olhar para o passado. Um artista reacionário está morto. Precisamos olhar pra frente. Temos muita coisa para fazer e só vamos chegar lá se olharmos para dentro de nós”, disse Fabio.

Violão, Baixo e Bateria

Em Só Em Si há outra inversão de papéis inédita na carreira da Relespública. Todas as bases das faixas foram gravadas com violão e não com guitarra, como nos cinco álbuns anteriores.

No estúdio, a banda e o produtor optaram por plugar o violão folk Martin num amplificador valvulado e usar a guitarra apenas para solos e overdubs. “Invertemos o papel natural da guitarra e do violão e chegamos numa sonoridade bem diferente”, disse Fabio.

A nova estrutura do trio abriu espaço para que a banda se arriscasse em terrenos nunca explorados, como as referências à música caipira e nordestina na faixa “Pobre Morre no Mar”.

“Eu estou acostumado a trabalhar com violão e com estes ritmos, mas o resto da banda não. Nunca imaginei que a Reles fosse tocar algumas dessas canções, mas no estúdio eles não só toparam como mandaram bem demais. Me mostraram, mais uma vez, que eu estou na melhor banda que eu poderia estar”.

O álbum foi gravado em maio de 2022 no estúdio Audio Stamp com engenharia de som de Virgílio Milléo. Tem participação especial de Mark Cleverson nos violinos na faixa de abertura e de Wagner Aleixo tocando steel guitar na faixa título e banjo em “Olhe Pra Dentro de Você”.

Relespública é: Fábio Elias (guitarra, violão e voz), Ricardo Bastos (baixo e voz) e Emanuel Moon (bateria).



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS