Como Ajudar
SUPERBANNER BONÉ RS

Dan Guardia se inspira no mundo do terror e interpreta caçador de vampiros no clipe de “Homem Invisível”

Redação 89

Dan Guardia se inspira no mundo do terror e interpreta caçador de vampiros no clipe de “Homem Invisível” imagem divulgação

Michael Jackson, Backstreet Boys, Ramones… Não são poucos os grandes nomes da música que se inspiraram em produções do mundo do terror para lançar videoclipes que se tornaram aclamados. A essa lista, podemos adicionar o artista paulista Dan Guardia, que acaba de divulgar um ótimo vídeo para seu novo single “Homem Invisível”.

No clipe, lançado em pleno Dia das Bruxas, realizado pela produtora UMANA e dirigido por Pietro Godinho (que já trabalhou com nomes como Capital Inicial e Black Alien), Dan vive um caçador de vampiros em meio a uma noite repleta de mortes e lutas. Inspirado em filmes de terror como “O Corvo” e até na estética visual proposta pela banda Evanescence, o vídeo conta com uma temática barroca, reforçando técnicas de luz e sombra em tons terrosos.

O protagonista ainda traz consigo uma metáfora atrelada à figura do vampiro, esse clássico personagem do imaginário do terror. Não podendo ver seu próprio reflexo no espelho, a criatura se torna incapaz de se enxergar e, por consequência indireta, não pode fazer autocrítica, um tema muito presente nas músicas de Dan Guardia.

Embora a letra da música em si não trate literalmente desses seres, o clipe ajuda a aprofundar a mensagem proposta. Também reflete o interesse do artista pelo gênero terror, presente desde o início de seu trabalho musical. “É o gênero que mais me atrai. Eu sinto esse conforto no terror por serem normalmente pessoas mais afastadas dos padrões. São pessoas que foram maltratadas, sofreram bullying ou algo assim”, reflete Dan, que também traçou paralelo entre esses personagens mal-vistos pela sociedade e a comunidade LGBTQIA+.

“Apesar disso, são pessoas que não têm medo de mostrar quem são”, conclui. “Homem Invisível” faz parte de Hypócrifo’s, novo disco de estúdio do artista. O álbum, que dá sequência ao debut Neo Ânima (2020), é a segunda parte de uma trilogia de discos que está no planejamento de Dan. O atual trabalho, que traz reflexões sobre sexualidade, conta com outras 8 faixas e renderá mais singles e clipes em breve. “Quero explorar ao máximo as camadas que esse álbum oferece”, comenta o músico, que pretende conectar seus futuros clipes como um verdadeiro universo cinematográfico.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS