Como Ajudar
Especial U2

Bono revela supostas ameaças de morte ao U2 em novo livro

Redação 89

Bono revela supostas ameaças de morte ao U2 em novo livro imagem divulgação

Bono, vocalista do U2, se abriu sobre supostas ameaças de morte que recebeu em seu novo livro de memórias, Surrender: 40 Songs, One Story, que chega ao mercado em 1º de novembro via editora americana Alfred A. Knopf.

O cantor falou pela primeira vez sobre o conteúdo do livro neste domingo (16) no Sunday Times Cheltenham Literature Festival, na Inglaterra. De acordo com o jornal britânico The Times, Bono cita inúmeras ameaças que a banda recebeu do IRA (Exército Republicano Irlandês), de gângsteres e de alguns grupos de extrema direita ao longo de sua carreira.

O líder do U2 lembrou que rolaram tentativas de sequestro de sua esposa e filhas. “Um líder de uma facção criminosa de Dublin planejou sequestrá-las e pessoas trabalhando para ele passaram vários meses observando a nossa casa, desenvolvendo todo um plano elaborado”, disse ele sobre um dos casos.

Uma das canções mais conhecidas do U2, “Pride”, um tributo a Martin Luther King, também levou a uma ameaça de morte. Durante a turnê no Arizona na década de 1980, ele recebeu uma mensagem que dizia: “se você cantar o verso sobre o assassinato de King, não chegará ao fim da canção”. Bono conta que percebeu a gravidade da situação e cantou a música de olhos fechados.

No livro, o cantor também lembra de encontros com figuras poderosas. Ele escreve sobre o Papa João Paulo II experimentando seus icônicos óculos coloridos enquanto conversavam sobre a situação do mundo.

O livro Surrender -40 Songs, One Story, é uma obra estruturada em 40 capítulos, cada um deles com o nome de uma canção do U2, como “With Or Without You”, “Sunday Bloody Sunday” e “Where the Streets Have No Name”.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS