Como Ajudar
SUPERBANNER BONÉ RS

Thaís Lyrica regrava “Rebirth”, do Angra, baseada em momento pessoal

Redação 89

Thaís Lyrica regrava “Rebirth”, do Angra, baseada em momento pessoal imagem divulgação

Por que uma artista correria o risco de elaborar sua versão para um dos maiores clássicos de uma das grandes bandas do metal nacional? Seria necessário um motivo bem forte, certo? Foi o caso de Thaís Lyrica, frontwoman do Trapézia.

Ela contextualiza: “Há exatamente um ano, eu estava iniciando uma nova etapa da minha vida e foi em ‘ECILA’, meu primeiro EP, que encontrei meu refúgio ao mostrar ao mundo a minha música e oficialmente me revelei como artista. ‘Rebirth’ significa para mim o próprio ‘Renascimento’, é assim que sempre me sinto em cada etapa da minha vida e nada melhor do que comemorar este um ano do lançamento das minhas músicas com a energia desta composição incrível”.

E qual a real importância do quinteto paulistano e sua obra para a cantora? Ela responde: “O Angra e toda a sua trajetória estiveram comigo em vários momentos da minha vida. A admiração pelo Rafa Bittencourt aumentou em 2019, quando tive o privilégio de ter um contato muito próximo durante um curso que fiz na época. Acredito que todo dia temos uma chance de nos perdoar, de recomeçar, sempre tento ver o lado bom de alguma situação ruim e é isto que ‘Rebirth’ significa para mim, assim como minha personagem, ECILA, uma fada que tem a capacidade de se transformar em qualquer espécie e está sempre renascendo”.

Assista no player abaixo Thaís Lyrica interpretando “Rebirth”:



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS