Como Ajudar
Especial U2

“Vila Esperança”: com pegada rock’n’roll, Maurício Musa celebra icônico bairro de São Paulo

Redação 89

“Vila Esperança”: com pegada rock’n’roll, Maurício Musa celebra icônico bairro de São Paulo imagem divulgação

A Vila Esperança é um dos berços do carnaval de São Paulo e o lugar onde o cantor Maurício Musa nasceu, foi criado, fez seus melhores amigos e viveu boa parte da vida. Apaixonado pelo bairro da Zona Leste da capital paulista, ele compôs e produziu um tributo homônimo para agradecer por todas as experiências boas que teve ali. Segundo o cantor, essa é uma história de amor.

“Faz 20 anos que eu escrevi essa música, e já tinha lançado uma outra versão”, diz. “Mas decidi relançar com uma letra mais enxuta do que a original e com uma sonoridade mais voltada para o soul e o ska, que é complementado pela batucada de samba dos blocos Chorões da Tia Gê e Tá Com Medo Porque Veio. Eu tenho um carinho muito grande pela vila porque empinava pipa ali, fui batizado, fiz minha primeira comunhão, conheci meu primeiro amor, dei meu primeiro beijo, foi onde me casei”.

Assim como Adoniran Barbosa canta na marchinha “Vila Esperança” (“foi lá que eu passei o meu primeiro carnaval”), Musa compartilha as boas lembranças que teve, a convivência, as pessoas e as particularidades da região. Inclusive, ele inseriu o trecho inicial da canção de 1968, que na sua interpretação soa quase como um rap – pelas rimas, que se encaixam em todo o contexto.

Essas características também fazem parte do enredo do videoclipe, dirigido por Thiago Pavarini, que foi gravado em diferentes lugares da vila, e tem a participação dos moradores, membros dos blocos carnavalescos locais e do time de futebol do campinho da beira da linha.

“A galera chegou em peso e se envolveu pra fazer acontecer. E aí, captamos algumas tomadas minhas, do pessoal jogando bola e até de uma missa na igreja que estava acontecendo. Juntou todo mundo pra gente celebrar a vila”, observa.

Eclético, Maurício Musa sempre está disposto a experimentar novas sonoridades. Antes de “Vila Esperança”, o cantor lançou “Varanda”, um folk produzido por Bozzo Barretti, ex-produtor e integrante do Capital Inicial, e já tem planos para trabalhos futuros.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS