Como Ajudar
Especial U2

BMG adquire direitos musicais do Primal Scream

Redação 89

BMG adquire direitos musicais do Primal Scream imagem divulgação

O Primal Scream é o mais recente grande nome da música a vender os direitos de seu catálogo. A BMG informou nesta quarta-feira (28) via Twitter que adquiriu uma participação de 50% nos direitos musicais do membro fundador do grupo Bobby Gillespie, do guitarrista Andrew Innes e do falecido Robert Young, juntamente com outros direitos relacionados.

O acordo do grupo com a a icônica banda escocesa inclui todos os seus 11 álbuns desde Sonic Flower Groove, de 1987, até Chaosmosis, de 2016, o que inclui os hits “Movin’ On Up”, “Loaded”, “Rocks” e “Come Together”.

O Primal Scream foi formado na década de 1980 por Gillespie, um ex-membro do Jesus and Mary Chain, e se tornou uma das bandas mais influentes da década seguinte, com seu terceiro álbum Screamadelica ganhando o Mercury Music Prize inaugural em 1992.

O Primal Scream tem retorno agendado para uma performance ao vivo em 28 de maio no festival Wide Awake em Brockwell Park, no sul de Londres, onde Screamadelica será tocado na íntegra pela primeira vez em 10 anos.

Alistair Norbury, presidente de repertório & marketing da BMG no Reino Unido, disse em comunicado oficial: “Primal Scream é uma das bandas mais influentes dos últimos 30 anos com uma ressonância cultural que continua até hoje. Estamos encantados em nos tornar guardiões de seu trabalho”.

A BMG adquiriu os direitos de uma série de estrelas da música internacional recentemente, incluindo o cofundador do Fleetwood Mac, Mick Fleetwood, Tina Turner, ZZ Top e Mötley Crüe. De acordo com a empresa, essas aquisições fazem parte de uma estratégia para criar uma “casa do século 21 para os direitos musicais mais icônicos da história da música popular”.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS