Como Ajudar
Especial U2

Música do Radiohead é usada como trilha sonora para venda do Twitter

Redação 89

Música do Radiohead é usada como trilha sonora para venda do Twitter Foto: Anderson Carvalho

O bilionário Elon Musk revelou nesta segunda-feira (26) que havia chegado a um acordo para comprar o Twitter por cerca de US$ 44 bilhões. De imediato, o cofundador da rede social Jack Dorsey declarou que acredita que a negociação com Musk “é o caminho certo” para a plataforma.

Dorsey, que é um grande fã do Radiohead, abriu sua declaração sobre a aquisição do Twitter de Musk com um link para a música “Everything In Its Right Place”. Ele continuou escrevendo: “Eu amo o Twitter. O Twitter é a coisa mais próxima que temos de uma consciência global. A ideia e o serviço são tudo o que importa para mim, e farei o que for preciso para proteger ambos”.

Em princípio, Dorsey não acredita que alguém deva ser o dono do Twitter. “Ele deveria ser um bem público em um nível de protocolo, não uma empresa. Não havendo essa possibilidade, no entanto, Elon é a solução singular em que confio. Confio em sua missão de estender a luz da consciência”.

Segundo nota do The Verge, Musk pretende eliminar a presença de bots na rede social, criar uma comprovação de identidade para cadastro e tornar público o algoritmo de recomendação, o programa de inteligência artificial que decide o que cada usuário vê. Segundo o empresário, essas três medidas levariam a um ambiente de expressões mais livre.

Voltando à música, a Pitchfork relatou em 2019 que Jack Dorsey tinha uma “Sala do Radiohead” no escritório da empresa que tocaria música da banda 24 horas por dia. Com Musk no comando, ainda não se sabe qual seria a nova trilha sonora da plataforma. De acordo com matéria desta terça-feira (26) da NME, a aquisição do Twitter pelo bilionário ainda divide opiniões entre representantes do universo da música.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS