Como Ajudar
SUPERBANNER BONÉ RS

Daniel Johns, ex-Silverchair, lança novo álbum solo; ouça “FutureNever” na íntegra

Redação 89

Daniel Johns, ex-Silverchair, lança novo álbum solo; ouça “FutureNever” na íntegra imagem divulgação

Daniel Johns, ex-vocalista do Silverchair, acaba de FutureNever seu  seu segundo disco solo,  que sucede Talk, de 2015. Conforme já havia adiantado o músico no momento do anúncio desse trabalho, é um “disco de 12 faixas repleto de músicas ecléticas”.

“Eu não sabia que precisava dessa experiência, mas eu fiz”, diz Johns sobre o álbum, que foi criado enquanto ele enfrentava (e continua a enfrentar)  os problemas que acumulou com o sucesso do Silverchair. Ele revelou que a fama da banda havia afetado sua saúde mental e que sua decisão de se afastar do grupo em 2011 significava sacrificar milhões para ser “internamente feliz”.

Numa entrevista em outubro para um canal australiano (via NME), Johns foi questionado sobre a possibilidade de o Silverchair retornar. “Honestamente, acho que você nunca vai ver [ele tocando com a banda] . Há tanta música chegando agora, estou muito orgulhoso disso. Você não precisa ver ao vivo, basta ouvir”, comentou o cantor, referindo-se ao material inédito que o Silverchair tem engavetado e que deverá ganhar a luz do dia muito em breve.

Johns, o  baterista Ben Gillies e o baixista Chris Joannou assinaram em fevereiro deste ano um novo contrato com a Sony Music Entertainment para que a gravadora passasse a controlar toda a sua discografia, incluindo gravações ainda não lançadas.

Silverchair estava produzindo seu sexto álbum de estúdio no início de 2011, tinha cerca de 50 músicas para fechar a seleção de repertório, além de desfrutar de um sucesso relativamente bom do álbum Young Modern, lançado em 2007, quando os trabalhos foram paralisados por tempo indeterminado. Segundo Jeff Apter, que escreveu um livro sobre o SilverchairTomorrow Never Knows: The Silverchair Story, e assina a biografia de Daniel Johns, o que rolou foi um desentendimento ideológico entre os caras, porque não havia problema com aceitação popular ou dinheiro. “A única razão pela qual a banda retornaria é se houvesse musicalmente uma razão para que isso ocorresse”, diz Apner.

Ouça o novo disco de Daniel Johns AQUI ou utilize o player abaixo:



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS