Como Ajudar
Especial U2

SOAK compartilha novo single “purgatory”; veja o videoclipe

Redação 89

SOAK compartilha novo single “purgatory”; veja o videoclipe imagem divulgação

Bridie Monds-Watson, também conhecida como SOAK, compartilhou nesta terça-feira (05) “purgatory”, o segundo single de seu terceiro álbum If I Never Know You Like This Again, que sai em 20 de maio via Rough Trade. A nova canção chegou às plataformas de streaming acompanha de seu videoclipe filmado por Ellius Grace.

O novo disco que SOAK prepara vai se configurar como a continuação de Grim Town de 2019 e do álbum de estreia de 2015 indicado ao Mercury, Before We Forgot How to Dream.

A cantora explica: “‘purgatory’ é sobre o peso do tempo e o medo perpétuo de chegar ao fim de sua vida, insatisfeito com a forma como você a passou. A música saiu de uma fase de queda, eu não era realmente um fã de mim mesmo e honestamente me senti um pouco perdida de maneiras que pareciam o próprio purgatório. Estava tentando descobrir como me sentir melhor, me tornar uma ‘versão melhor’ de mim mesma. Então, acho que, embora essa música seja sobre pânico, é igualmente sobre a busca pela mudança.”

SOAK documenta incessantemente sua vida em fotos e vídeos desde tenra idade. “Odeio a ideia de envelhecer e esquecer, ou ter uma família e não ser capaz de explicar perfeitamente uma memória ou um sentimento. Sempre quero lembrar exatamente como me senti em um determinado momento”, explica. Faz todo o sentido que If I Never Know You Like This Again seja composto do que a cantora chama de “memórias musicais”. Tendo escrito grande parte do novo álbum durante a pandemia, quando o tempo parecia mais lento, a necessidade obsessiva de Bridie de documentar cada capítulo de sua vida fez uma maravilha do mundano.

Ao lado do colaborador de longa data Tommy McLaughlin, a dupla escreveu a maior parte do álbum juntos enquanto ouviam obsessivamente bandas indie como Broken Social Scene e Pavement e o álbum clássico do Radiohead, The Bends. Eles aperfeiçoaram esse novo som de meados dos anos 90, de “nerds com guitarras e pedais”, antes de gravá-lo com o resto da banda no Attica Studios, em Donegal. Os álbuns anteriores de SOAK foram gravados remotamente ou por apenas duas pessoas, mas If I Never… mostra variados músicos no estúdio simultaneamente. Depois de ficar longe um do outro durante a maior parte da pandemia, era importante criar o disco como banda, e a energia de ter todos na mesma sala novamente é palpável.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS