Como Ajudar
Especial U2

Projeto Baleia Jubarte ganha exposição no Farol da Barra em Salvador

Redação 89

Projeto Baleia Jubarte ganha exposição no Farol da Barra em Salvador imagem divulgação

Os anos 1980 parecem muito distantes para quem não viveu num mundo sem internet e quase sem baleias. Séculos de caça indiscriminada haviam reduzido a poucos exemplares as populações das várias espécies desses magníficos animais ao redor do mundo. E enquanto a sociedade civil se mobilizava no mundo inteiro contra a matança, aqui no Brasil um pequeno grupo de pesquisadores e ambientalistas dava início a um dos mais bem-sucedidos projetos de conservação da fauna marinha do planeta.

Esses tempos que hoje parecem distantes foram fundamentais para assegurar que as baleias-jubarte brasileiras fossem redescobertas na região de Abrolhos, estudadas e protegidas, e saltassem de uma população estimada em 1988 como sendo de cerca de mil animais para os atuais 20 a 25.000. E o Projeto Baleia Jubarte, criado naquele ano junto ao Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, foi o grande artífice desse sucesso histórico na conservação das gigantes do mar brasileiro.

A verdadeira aventura épica da pesquisa e proteção das jubartes nesses primeiros 30 anos é contada agora na exposição e no livro Salvas da Extinção: A História do Projeto Baleia Jubarte, que chegam ao Museu Náutico da Bahia (Farol da Barra) em Salvador nesta quartafeira, 09 de março. A exposição iniciará ao cair da tarde com um evento cultural restrito a autoridades e convidados, com autógrafos da autora principal do livro, a bióloga
Márcia Engel. A exposição estará disponível ao público no Museu do dia 10 até o dia 21 de março, período no qual também será possível adquirir o livro.

Segundo Márcia, cofundadora do Projeto Baleia Jubarte e sua líder até 2018, “A produção deste livro e da exposição foi um verdadeiro mergulho com as baleias e com a história de nossa organização. Durante a seleção das fotos e a elaboração dos textos, 30 anos de memórias vieram à tona. Foi muito prazeroso lembrar de nosso ponto de partida e de tudo que construímos até aqui. Muitos colaboradores, amigos e parceiros ajudaram na missão que resultou na recuperação da população de jubartes brasileiras e seguirão conosco enfrentando desafios tão grandes como os efeitos das mudanças climáticas nas baleias e nos oceanos do mundo.”

Mais informações sobre as atividades podem ser obtidas em https://www.instagram.com/projetobaleiajubarte/.



COMPARTILHE