Após polêmica com Spotify, músicas de Neil Young registram aumento de 38% em plataformas digitais

Redação 89

Após polêmica com Spotify, músicas de Neil Young registram aumento de 38% em plataformas digitais imagem divulgação

A editora de Neil Young informou que o icônico catálogo de músicas do artista teve um aumento de quase 40% nos serviços de streamings, desde que ele pediu para que o Spotify deixasse de utilizá-lo, caso continuasse a disponibilizar o podcast comandado por Joe Rogan, que traz, segundo Young, informações controversas sobre a vacinação e a pandemia de covid-19.

O executivo Merck Mercuriadis, da Hipgnosis, que detém metade do catálogo de Young, disse à Bloomberg (via MusicTech) que “o consumo de obras musicais do cantor aumentou consideravelmente nas duas semanas”. Ele acrescentou: “Estamos com 38% de aumento apenas no streaming e registramos vendas acima de 100% em alguns de seus álbuns”. Mercuriadis aplaudiu Young por encabeçar esse debate digital: “É uma posição completamente consistente com a maneira como ele se comportou com sua base de fãs”.

O Spotify anunciou recentemente uma série de iniciativas para combater as acusações de tolerar desinformação em sua plataforma. Além de adicionar avisos de saúde sobre a pandemia, também tornou públicas as diretrizes de conteúdo de podcasts para estabelecer limites.

A plataforma de streaming está envolvida em uma controvérsia sobre o podcast de Rogan desde que um grupo de médicos, cientistas e especialistas publicou uma carta aberta considerando suas ações “não apenas censuráveis e ofensivas, mas também médica e culturalmente perigosas”.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS