Johnny Marr diz que hoje os Smiths se desentenderiam por causa da política

Redação 89

Johnny Marr diz que hoje os Smiths se desentenderiam por causa da política imagem divulgação

Mesmo com o pedido feito por Morrissey no mês passado para que não citasse seu nome em novas entrevistas (AQUI), Johnny Marr, ex-guitarrista dos Smiths, acabou citando indiretamente o cantor numa publicação deste domingo (06) do jornal britânico The Guardian. Marr foi submetido a uma bateria de perguntas formuladas por celebridades e fãs sobre sua vida pessoal, carreira solo e, claro, seus tempos de Smiths.

Andy Burnham, prefeito de Manchester, quis saber do guitarrista se a banda já havia brigado no passado por conta de questões envolvendo futebol ou política. “Nunca discutimos futebol… E nós nunca nos desentendemos sobre política, mas provavelmente hoje nós nos desentenderíamos”, comentou.

As recentes visões políticas de Morrissey também foram abordadas na entrevista. Marr foi questionado por um fã se isso afetou o que ele sente pelos Smiths e se consegue separar o passado do presente e a banda do homem. E respondeu: “Não afetou o que sinto pelos Smiths. Isso é tudo que posso dizer sobre isso. Eu certamente sou capaz de separar o passado do presente. Eu não sei se você pode separar a banda do homem, mas eu posso me separar do homem e do que eu fiz, então quando eu vejo como as pessoas estão desapontadas, isso realmente me deixa triste. Mas está completamente fora do meu controle”.

Marr completou dizendo: “Então, toco músicas dos Smiths por razões que eu acho que são reais. E ao longo dos anos eu tentei cuidar do catálogo e dos lançamentos tanto quanto possível. Como eu teria feito de qualquer maneira. Então, você sabe, eu vejo do jeito que todo mundo vê. Não tenho respostas. E não quero ter respostas”.

Atualmente,  Johnny Marr está promovendo a chegada de um novo álbum de estúdio intitulado Fever Dreams Pts 1-4, que sai em 22 de fevereiro. Para saber um pouco sobre o processo de produção desse trabalho, Debbie Harry, vocalista do Blondie perguntou:  Como a pandemia global mudou suas fontes de inspiração? O guitarrista respondeu dizendo que havia acabado de sair desse período de dois anos finalizando um álbum duplo, mas teria de fazer isso de qualquer maneira. “Entrei na pandemia com essa ideia de um álbum chamado ‘Fever Dreams’. Eu já tinha começado algumas músicas, mas depois terminei e fui fazer o filme do James Bond. Então a pandemia começou e eu definitivamente não queria fazer um disco de confinamento e estar cantando sobre as lojas não estarem abertas e os antivacinas ou nada disso”, disse Marr, ressaltando que o álbum foi alimentado somente por sentimentos pessoais.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS