Promoção - TEMOS VAGAS 2024 | Lollapalooza

Silverchair: baterista publica vídeo sugerindo novidade sobre a banda

Redação 89

Silverchair: baterista publica vídeo sugerindo novidade sobre a banda imagem divulgação

Ben Gillies, baterista do Silverchair, mexeu com a gigantesca base de fãs da banda ao compartilhar um vídeo em que aparece num estúdio. Ele fez a publicação nesta segunda-feira (31) no Instagram para dar bom dia aos seus seguidores, enquanto aparece montando um kit de bateria.

Gillies respondeu comentários no post que não está trabalhando em nenhum projeto próprio e nem no álbum solo de Daniel Johns, vocalista do grupo. Além disso, a legenda dele apresenta a hashtag #Silverchair.

Isso foi o suficiente para que os fãs do icônico grupo australiano especulassem algum tipo de lançamento. Tudo porque o ano de 2022 é emblemático, marca os 30 anos da formação do Silverchair, o 25º aniversário de seu segundo disco Freak Show (1997), o 20º de Diorama (2002) e o 15º de Young Modern (2007).

Mesmo com a declaração feita por Johns no final do ano passado, deixando claro que o Silverchair jamais retornará, a expectativa de que material inédito da banda seja disponibilizado este ano é muito grande. Em fevereiro do ano passado John, Gillies e  o baixista Chris Joannou assinaram um novo contrato com a Sony Music para que a gravadora passasse a controlar toda a sua discografia, incluindo gravações ainda não lançadas.

Silverchair estava produzindo seu sexto álbum de estúdio no início de 2011, tinha cerca de 50 músicas para fechar a seleção de repertório, além de desfrutar de um sucesso relativamente bom do álbum Young Modern, lançado em 2007, quando os trabalhos foram paralisados por tempo indeterminado. Segundo Jeff Apter, que escreveu um livro sobre o SilverchairTomorrow Never Knows: The Silverchair Story, e assina a biografia de Daniel Johns, o que rolou foi um desentendimento ideológico entre os caras, porque não havia problema com aceitação popular ou dinheiro. “A única razão pela qual a banda retornaria é se houvesse musicalmente uma razão para que isso ocorresse”, diz Apner.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS