Bruce Dickinson, do Iron Maiden, testa positivo para covid-19

Redação 89

Bruce Dickinson, do Iron Maiden, testa positivo para covid-19 imagem divulgação

Bruce Dickinson, vocalista do Iron Maiden, testou positivo para covid-19, mesmo após ter sido vacinado. O músico de 63 anos, que mora em Londres, na Inglaterra, revelou seu diagnóstico em uma entrevista à Rolling Stone (via Blabbermouth).

Dickinson foi diagnosticado com a doença poucos dias depois que adiou as duas últimas datas de sua turnê de palestras no Reino Unido, porque um membro de sua família tinha sido infectado pelo novo coronavírus.

O músico disse que fez um teste de covid depois que começou a sentir que estava ficando resfriado, e deu positivo. “Eu pensei: “Eu estava espirrando um pouco. Por alguns dias, me senti um pouco grogue, como se estivesse com gripe, e foi isso. E eu tenho 63 anos. Eu praticamente não tenho nenhuma dúvida de que se eu não tivesse tomado a vacina, eu poderia estar em sérios problemas”.

No entanto, Dickinson afirmou que não acredita que os fãs que vão a shows devem ser obrigados a se vacinar. O músico classificou isso de “uma escolha pessoal”, mas disse que espera que todos tomem a vacina. “Há muitas coisas neste mundo que matam pessoas… O câncer mata muita gente. Ataques cardíacos matam muita gente. A obesidade mata muita gente. Malária mata um monte de gente todo ano… Então, em algum momento, temos que dizer: ‘Provavelmente teremos que viver com isso. E se vamos viver com isso, então você deve se vacinar”.

Dickinson prepara junto com o Iron Maiden o lançamento de seu novo álbum, Senjutsu, para o dia 3 de setembro via BMG. O trabalho foi gravado em Paris com o produtor de longa data Kevin Shirley e coproduzido pelo baixista Steve Harris.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS