Ranking mede cidades paulistas líderes em qualidade de vida com menor custo de impostos

Redação 89

Ranking mede cidades paulistas líderes em qualidade de vida com menor custo de impostos imagem divulgação

A Assertif, consultoria especializada na mineração de créditos tributários, acaba de lançar estudo que mede o retorno dos impostos em qualidade de vida para os 100 maiores municípios brasileiros. Entre as cidades do estado de São Paulo, a campeã é Jundiaí, com a nota 71 em uma escala de 0 a 100. Em seguida, surgem Piracicaba, com 70,4, e São José dos Campos, com 69,3.

Denominado Índice de Retorno do Tributo Municipal (IRTM), o estudo utiliza como fonte de regresso dos impostos o Índice de Desafios da Gestão Municipal (IDGM), calculado pela Macroplan para as 100 maiores cidades brasileiras. Já como custos, leva-se em consideração a receita de arrecadação do município (incluindo repasses) em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) municipal, calculados pelo Ipeadata e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na lanterna do levantamento, ocupando as últimas posições no ranking das cidades do estado de São Paulo no IRTM, estão três municípios do Litoral Sul paulista. No antepenúltimo lugar, está Praia Grande, com a nota 53,9; na penúltima, está Guarujá, com 51,7; e, na última, surge São Vicente, com 51,5.

Segundo José Guilherme Sabino, sócio-fundador da Assertif, a decisão de lançar este estudo veio para celebrar os 20 anos da consultoria. “Quisemos entregar para os pagadores de tributos no País mais um instrumento para analisar a aplicação dos recursos arrecadados”, explica. “Os cidadãos assim poderão ter um critério adicional para cobrar seus representantes”, complementa.

Para Bertrand Douet, também sócio-fundador da Assertif, os gestores públicos brasileiros precisam ganhar fôlego na administração e na aplicação inteligente de recursos. “Do mesmo modo, os cidadãos precisam se conscientizar sobre essa questão e, assim, saber cobrar as autoridades”, conclui.

Confira o ranking completo dos municípios paulistas no IRTM.

1 – Jundiaí 71

2 -Piracicaba 70,4

3 – São José dos Campos 69,3

4 – Taubaté 68,1

5 – Franca 67,8

6 – São José do Rio Preto 67,3

7 – Campinas 67,2

8 – Sumaré 66,9

9 – Limeira 66,5

10 – Sorocaba 66,3

11 – Ribeirão Preto 66,3

12 – São Paulo 66,1

13 – Mauá 65,8

14 – São Bernardo do Campo 65,6

15 – Santos 64,4

16 – Suzano 64,1

17 – Osasco 63,9

18 – Diadema 63,2

19 – Santo André 63,1

20 – Mogi das Cruzes 62,8

21 – Guarulhos 61,6

22 – Taboão da Serra 61,5

23 – Bauru 60

24 -Carapicuíba 57,5

25 – Itaquaquecetuba 56,7

26 – Praia Grande 53,9

27 – Guarujá 51,7

28 – São Vicente 51,5



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS