Criptomoeda do meme, Dogecoin pega carona no Dia da Maconha para se valorizar

Redação 89

Criptomoeda do meme, Dogecoin pega carona no Dia da Maconha para se valorizar imagem divulgação

Dogecoin, a famosa criptomoeda do meme, está dando o que falar. Ela disparou mais de 400% na última semana, enquanto que as principais moedas digitais caíram. Agora, tem um valor de mercado de cerca de US$ 34 bilhões.

Ao contrário do Bitcoin e da maioria das outras criptomoedas, a Dogecoin foi projetada em 2013 como uma piada retratando um cachorro da raça Shiba Inu. Como sempre teve pouco valor, caracterizou-se como um token de gorjeta. De acordo com o CoinMarketCap, ela estava cotada na manhã desta segunda-feira (19) em US$ 0,36. Mas é aí que mora o perigo. Celebridades como Elon Musk, CEO da Tesla, e Mark Cuban, dono do Dallas Mavericks, são entusiastas da criptomoeda do meme e prometem abalar o mercado. Segundo noticiou nesta segunda-feira (19) o Decrypt, eles estão entre aqueles que vão comemorar o dia 20 de abril — um feriado não oficial que celebra o uso da maconha — como o Dia da Doge.

A ideia deles é comprar a moeda em grande escala para aumentar seu preço. Eles foram ao Twitter falar para que investidores façam o mesmo. Se o movimento for robusto como as celebridades acreditam, a Dogecoin poderá quebrar a barreira histórica de um dólar.

Essa ação comandada por Musk e Cuban foi tão grande que até mesmo a Mars Inc., uma das maiores marcas de chocolates do mundo, está agora promovendo a criptomoeda. A conta oficial do Twitter das barras de chocolate Snickers postou um pacote temático da Doge com a hashtag #DogeDay. Segundo o USA Today, a empresa deixou claro aos investidores que sua campanha era apenas um “gif legal”. Agora, é esperar a movimentação do mercado neste 20 de abril pra saber se muita gente vai “viajar” com essa criptomoeda.

Matéria da semana passada do InfoMoney alertava que especialistas em criptoativos recomendam uma exposição de apenas 1% ou 2% do total da carteira do investidor neste mercado, evitando superar 5% para quem quiser ser mais arriscado. Além disso, antes de investir, é preciso estudar e entender as funções e fundamentos de cada criptomoeda, não comprando apenas por conta de um movimento como o visto com a Dogecoin neste momento.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS