Promoção - TEMOS VAGAS 2024 | Lollapalooza

“Linkin Park feminino”? Amy Lee revela batalha com gravadora no início de carreira

Redação 89

“Linkin Park feminino”? Amy Lee revela batalha com gravadora no início de carreira imagem divulgação

Amy Lee, vocalista do Evanescence, revelou uma árdua batalha que a banda enfrentou no inicio de carreira contra sua primeira gravadora, a Wind Up. Falando para a Alternative Press, ela disse que a empresa ameaçou não lançar o álbum de estreia do grupo, Fallen, caso não fosse adicionada uma voz masculina no single “Bring Me To Life”. O objetivo, segundo comentou Amy, é que a gravadora queria tonar a música “mais palatável para as rádios”.

“Eu era totalmente contra ter qualquer vocal masculino em nossa música. Isso foi muito difícil. E foi uma ideia que veio da gravadora. E de repente tudo se voltou para ‘Bring Me To Life’. Eles decidiram que era ‘a música’. Na verdade, eu não acho que deveria ser o primeiro [single]. Eu queria que fosse ‘Going Under’. Eles vieram com essa ideia de ter algo lá que seria familiar para os ouvintes, a fim de nos colocar no rádio. Eu realmente não entendi o que isso significava”, relatou a cantora em transcrição feita pela Blabbermouth.Net.

Ela continuou: “O conflito original era que a gravadora queria que fizéssemos audições e trouxesse alguém para a banda em tempo integral para cantar a maioria das músicas. ‘Tente ser o Linkin Park feminino’ [alguém sugeriu]. E eu respondi: ‘Vou pensar nisso’… então nós os chamamos de volta, e eu disse, ‘Não podemos fazer isso. Isso não vai acontecer. Prefiro começar de novo. Não é quem somos. E eu não quero isso”.

Amy conta que decisão foi muito difícil. “Nós tínhamos acabado de assinar [com a gravadora], eu saí da escola, me mudei para Los Angeles…  mas eu sabia que era a alternativa correta. Não estava vendendo minha alma. E então, algumas semanas depois, recebemos uma chamada, e eles meio que chegaram a um acordo e decidiram: “Ei, nós temos uma coisa legal em um filme”.

A canção “Bring Me to Life” contou com a participação especial de Paul McCoy, vocalista do 12 Stones, e foi incluída na trilha sonora do filme O Demolidor, atingindo o 5º lugar na Billboard Hot 100 dos EUA. O disco Fallen vendeu 17 milhões de cópias e ganhou dois Grammys, incluindo “Melhor Performance de Rock” por “Bring Me To Life”.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS