Como Ajudar
SUPERBANNER BONÉ RS

Alice Cooper discorda da ideia de “morte do rock” propagada por Gene Simmons

Redação 89

Alice Cooper discorda da ideia de “morte do rock” propagada por Gene Simmons Foto: Camila Cara

Gene Simmons, vocalista e baixista do Kiss, vem causando polêmica há algum tempo com declarações indicando que o “rock morreu”. Ele já chegou a dizer que os jovens assassinaram o gênero e que faz mais de 30 anos que não surge um nome representativo (AQUI).

Mas Alice Cooper, outra estrela da mesma grandeza que Simmons, pensa completamente diferente. Ouvido recentemente pela NME, ele comentou que há muita gente nova no segmento do hard rock fazendo música boa.

“Gene Simmons – Eu gostaria que ele pagasse meus impostos porque ele é um homem de negócios e isso é válido, mas eu garanto agora que em Londres em algum lugar, em garagens, eles estão aprendendo Aerosmith e Guns ‘N’ Roses… Há um monte de jovens de 18 anos lá com guitarras e bateria e eles estão aprendendo hard rock. Ocorre o mesmo nos Estados Unidos: há todas essas bandas jovens que querem ressurgir toda essa área do hard rock”, comentou Cooper.

Discutindo o estado do rock em geral, ele disse que o gênero atualmente está onde deveria estar. “Nós não estamos no Grammy; não estamos no mainstream. O rock’n’roll está agora vendo tudo do lado de fora, e isso nos dá essa atitude de fora da lei”, disse, acrescentando que o rock se destaca por sua longevidade: “Ele ainda existirá daqui a uns trinta ou quarenta anos. O único tipo de música que começou e nunca terminou foi o hard rock. Passou o punk, passou a discoteca, passou o hip-hop, passou o grunge. Mas a única coisa por todos eles foi o hard rock”, disse Cooper.

No final do mês passado, Alice Cooper lançou Detroit Stories, um novo álbum que remete à cidade que lançou o grupo original Alice Cooper ao estrelado nos anos 70. Ouça na íntegra AQUI.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS