Indústria de eventos ao vivo oferece ajuda a Joe Biden para acelerar vacinação

Redação 89

Indústria de eventos ao vivo oferece ajuda a Joe Biden para acelerar vacinação imagem divulgação

A NIVA, National Independent Venue Association, se uniu a produtores de eventos ao vivo e outros grupos da indústria do entretenimento dos Estados Unidos, incluindo gigantes como a Live Nation, AEG e The Broadway League, para oferecer suas instalações e funcionários ao presidente americano Joe Biden para ajudar no processo de vacinação contra a Covid-19.

A coalização emitiu uma carta aberta, reproduzida pela Celebrity Accesss, na qual oferece “total apoio e recursos da indústria de eventos ao vivo” para que se possa atingir as ambiciosas metas do novo governo dos Estados Unidos de vacinar 100 milhões de americanos em seus primeiros 100 dias de administração.

Como a carta observou, a indústria possui instalações que poderiam ser facilmente reaproveitadas como gigantescos centros de vacinação. Muitos deles já estão sendo aproveitados em ações esporádicas de algumas autoridades estaduais e municipais.

“Nossa indústria tem milhares de locais em toda a América que estão fechados e vazios. Os centros de eventos tornam-se locais ideais de vacinação comunitária: estão localizados em comunidades urbanas, suburbanas e rurais, muitas vezes perto de vias importantes de trânsito e com fácil estacionamento. Nossos interiores são bem iluminados e contam com sistemas de refrigeração”, diz o texto.

A carta informa ainda que a indústria de eventos ao vivo possui experiência de lidar com o controle de multidões em estabelecimentos públicos, o que será uma parte fundamental de qualquer programa de vacinação em larga escala.

O Brooklyn Vegan destaca que os organizadores do Festival de Coachella já estavam em negociações com autoridades da Califórnia para oferecer esse tipo de ajuda. Como a indústria do entretenimento no Brasil é fortíssima e dispõe de muita experiência e infraestrutura, ações semelhantes começam a surgir. Um bom exemplo é o empresário Marco Antonio Tobal Júnior, responsável pelo Espaço das Américas, que já se colocou à disposição para ajudar no que for possível.



COMPARTILHE