SUPERBANNER BONÉ RS

System Of A Down retornou mais pelo ativismo do que pela música, diz Serj Tankian com exclusividade para a 89

Redação 89

System Of A Down retornou mais pelo ativismo do que pela música, diz Serj Tankian com exclusividade para a 89 imagem divulgação

O System of a Down surpreendeu fãs de todo o mundo ao lançar de surpresa, no dia 6 de novembro, duas novas músicas que representaram seu primeiro material inédito em 15 anos. As canções “Protect the Land” e “Genocidal Humanidz” foram disponibilizadas para os serviços de streaming, de acordo com a banda, para conscientizar as pessoas sobre a maior onda de violência dos últimos 26 anos em Artsakh, pequena democracia que não é reconhecida pelo seu vizinho Azerbaijão e habitada principalmente por armênios.

Falando com exclusividade para a 89 A Rádio Rock, o vocalista Serj Tankin revelou ao produtor Wendell Correia que a banda planejava realizar um show em território armênio em junho ou julho deste ano, mas a pandemia chegou antes disso e paralisou todo o mercado do entretenimento. “Nós tentamos remarcar para o próximo ano, mas a situação na Armênia, no momento, é muito complicada. Acho que será difícil fazer um show lá no ano que vem. Mas espero que aconteça num futuro próximo, porque eu adoraria voltar, inspirar, demonstrar gratidão, honrar e agradecer as pessoas de lá”, disse Tankian, acrescentando que gostaria também de tocar em Artsakh. “Eu tocaria em Artsakh e mostraria o dedo do meio na fronteira!”, comentou.

Questionado sobre como foi trabalhar em novas músicas depois de um hiato de 15 anos, respondeu que foi uma experiência boa, mas deixou claro que não teve relação direta com o lado artístico do System Of A Down. “Nós fizemos por conta da causa, mais pelo ativismo do que pela criatividade musical. E isso significa muito, porque não fizemos para nós ou por nosso gosto musical. Não foi pela banda nem por nossas carreiras. Nós fizemos pelo nosso povo. E isso é uma coisa diferente. Quando você faz algo que não é para você, isso tem mais valor, mais força e potencial. E isso significa muito mais”, explicou.

A 89 também quis saber se o SOAD trabalha neste momento em novas música. E a resposta foi negativa. O cantor afirmou: “Não estamos fazendo mais nada. Estamos focados no que está acontecendo agora na Armênia e tentando arrecadar mais fundos”. Segundo ele, a banda já arrecadou com as música algo em torno de U$ 800.000,00 (mais de R$ 4,1 milhões) e deverá aumentar ainda mais esta cifra.

Sobre as novidades envolvendo o System Of A Down, Tankian adiantou para a Rádio Rock que a banda pensa neste momento em um evento virtual. “Será uma live pelo Instagram, não um show. Apenas nós conversando. É só um fundo de arrecadação. Acho que vai rolar em algumas semanas. Nós ainda não temos uma data, mas vamos divulgar em breve”, disse.

A entrevista na íntegra de Serj Tankian para Wendell Correia pode ser conferida na íntegra (legendada) no player abaixo:



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS