Promoção - TEMOS VAGAS 2024 | Lollapalooza

Revelados resultados dos “shows-pesquisa” sobre comportamento do novo coronavírus em multidões

Redação 89

Revelados resultados dos “shows-pesquisa” sobre comportamento do novo coronavírus em multidões Imagem: Agência Ruptly

Os resultados dos três shows musicais realizados em forma de pesquisa no final de agosto em Leipzig, na Alemanha, foram apresentados pelo jornal americano The New York Times. De um modo geral, os cientistas alemães descobriram que concertos em ambientes fechados são tecnicamente seguros durante a pandemia. Mas não se engane, você leu a palavra “tecnicamente” e isso quer dizer que dificilmente podem ser replicados no mundo real.

Os pesquisadores da Martin Luther University Halle-Wittenberg usaram dispositivos de rastreamento de contato para estudar um grupo de 1.400 voluntários – todos com máscaras N95 e testados para Covid-19 – por 10 horas em três cenários simulados diferentes, mas totalmente higienizados.

No primeiro, não houve distanciamento social, o segundo envolveu distanciamento social moderado e o terceiro era formado por duplas sentadas a 1,5 metros de distância de seus vizinhos mais próximos. Os resultados apontaram que o cenário de higiene mais rigoroso é incrivelmente promissor. “Não há argumento para não ter show [nesse cenário]. O risco de se infectar é muito baixo”, disse o pesquisador Dr. Michael Gekle em declaração reproduzida pelo The New York Times.

O estudo concluiu que a ventilação foi um fator essencial em relação à propagação do vírus: quanto menos ventilada a sala de espetáculos, maior o risco.  “Sabíamos que a ventilação era importante, mas não esperávamos que fosse tão importante”, comentou  Gekle.

Paul Linden, professor de dinâmica de fluidos de Cambridge, criticou a configuração da modelagem computacional do estudo. Ele disse ao Times que os pesquisadores esqueceram de levar em conta o calor subindo da plateia, bem como a turbulência do ar interior. O presidente do setor de Epidemiologia e de Saúde Pública da Sociedade Real de Medicina, Dr. Gabriel Scally, afirmou ao jornal que os resultados poderão ser úteis, no entanto, advertiu que o contexto para estes três shows-pesquisa poderá ser difícil de emular em situações reais.

Também é bom salientar que o estudo alemão ocorreu em uma arena muito grande com capacidade para mais de 12 mil pessoas e foi realizado com menos de 12% da lotação, o que reduz em muito o lucro do estabelecimento, que ainda terá de investir pesadamente em equipe e materiais de higiene.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS