Promoção - TEMOS VAGAS 2024 | Lollapalooza

Neil Young abre processo contra Donald Trump por violação de direitos autorais

Redação 89

Neil Young abre processo contra  Donald Trump por violação de direitos autorais imagem divulgação

Neil Young, um dos maiores nomes da história do rock and roll, entrou com uma ação civil contra a campanha de reeleição do presidente dos Estados Unidos Donald Trump.

A manobra do músico visa fazer com que os partidários de Trump parem de dançar ao som dos clássicos “Rockin’ in the Free World” e “Devil’s Sidewalk” em seus eventos de campanha e comícios.

O processo de violação de direitos autorais, aberto nesta terça-feira (04) no tribunal federal de Nova York, foi relatado pela primeira vez pelo The Hollywood Reporter (AQUI) e está disponível para leitura na íntegra no site de Young (AQUI).

Esta não é a primeira vez que o cantor se mexe contra o uso indevido de suas músicas por Trump para fins políticos. Em 2016, ele encabeçava uma longa lista de artistas, que vão desde Adele a Rolling Stones, que se opuseram ao candidato tocando suas músicas para pedir votos.

A ação de Neil Young é impulsionada por uma crescente relutância entre os músicos em ter seu trabalho cooptado por políticos. No mês passado, vários artistas mundialmente famosos assinaram uma carta aberta aos partidos republicano e democrata pedindo um comprometimento de todos os candidatos de pedir o consentimento de artistas e compositores antes de usar sua música em campanhas.



COMPARTILHE


NOTÍCIAS RELACIONADAS